8 eventos ao vivo

Lewandowski determina "ampla publicidade" a exames de Covid-19 de Bolsonaro

13 mai 2020
15h43
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski determinou que os exames de Covid-19 do presidente Jair Bolsonaro, já entregues ao gabinete do magistrado, sejam juntados aos autos do processo sobre o tema e que tenham "ampla publicidade".

12/05/2020
REUTERS/Adriano Machado
12/05/2020 REUTERS/Adriano Machado
Foto: Reuters

O ministro se manifestou em reclamação do jornal O Estado de S. Paulo, segundo a qual presidente do Superior Tribunal de Justiça, Otávio de Noronha, teria afrontado posição da Supremo Corte ao acatar recurso da Advocacia-Geral da União (AGU) e derrubar determinação anterior para a entrega de resultados dos exames realizados pelo presidente da República para a detecção do coronavírus.

"Determino a juntada aos autos eletrônicos de todos os laudos e documentos entregues pela União em meu Gabinete, aos quais se dará ampla publicidade", diz Lewandowski, na decisão.

O ministro argumenta, ainda, que a reclamação do Estado de S. Paulo perdeu objeto porque a "União, antes mesmo de ser intimada, entregou espontaneamente em meu gabinete os laudos dos exames que a reclamante buscava obter".

No fina de abril, Bolsonaro afirmou em entrevista à Rádio Guaíba que "talvez" pudesse ter sido infectado pelo novo coronavírus.

"Eu talvez já tenha pegado esse vírus no passado, talvez, talvez, e nem senti", afirmou o presidente em entrevista à rádio de Porto Alegre. Mas sobre os exames feitos, sempre declarou publicamente que tinham tido resultado negativo.

Veja também:

Flagrado com dinheiro na cueca, Chico Rodrigues pede afastamento do Senado por 90 dias
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade