0

Governo mineiro impõe multa milionária à Vale

26 jan 2019
18h46
atualizado em 27/1/2019 às 18h04
  • separator
  • comentários

Recursos serão destinados a reparos, afirmam autoridades. Número de mortos supera total de vítimas da tragédia de Mariana, em 2015, 299 continuam desaparecidos.A Secretaria Estadual de Meio Ambiente de Minas Gerais impôs multa de 99 milhões de reais à empresa Vale, por responsabilidade dos danos causados pelo rompimento da barragem. O governo mineiro pretende destinar esses recursos aos reparos. O secretário de Meio Ambiente Germano Vieira informou que a empresa deverá ser notificada até segunda-feira (28/01), tendo então 20 dias para recorrer.

Rompimento da barragem ocorreu no início da tarde de sexta-feira na Mina Córrego do Feijão
Rompimento da barragem ocorreu no início da tarde de sexta-feira na Mina Córrego do Feijão
Foto: DW / Deutsche Welle

O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais atualizou para 34 o número de mortos confirmados após o rompimento da barragem de rejeitos da mineradora Vale em Brumadinho (MG). Deles, oito foram identificados. Segundo o Corpo de Bombeiros, 46 pessoas foram resgatadas com vida neste sábado da área destruída, estando 23 internadas. O atual total de sobreviventes é de 366.

Outras 299 pessoas continuavam oficialmente desaparecidas até a noite deste sábado. O número ainda pode ser maior, já que a Vale informou neste sábado que não conseguiu contato com 400 funcionários que estavam na área.

Com 34 mortos já confirmados, o rompimento da barragem de rejeitos de minério de Brumadinho superou p total de vítimas de Mariana, onde o rompimento de outra barragem em 2015 provocou a morte de 19 pessoas.

O rompimento da barragem B1 ocorreu no início da tarde de sexta-feira na Mina Córrego do Feijão. A lama atingiu uma área administrativa da companhia e parte da comunidade de Vila Ferteco.

A barragem estava oficialmente desativada há três anos, sem receber resíduos. A última auditoria, datada de 10 de janeiro, não apontou nenhuma irregularidade, segundo a mineradora. A Vale ainda não sabe o que motivou o rompimento.

Neste sábado, a Justiça de Minas Gerais determinou o bloqueio de 6 bilhões de reais da Vale em duas decisões distintas. Um dos pedidos, apresentado pelo Ministério Público de Minas, apontou que o valor deve ficar bloqueado para "despesas ambientais".

Bolsonaro sobrevoa local do desastre

O presidente Jair Bolsonaro sobrevoou de helicóptero neste sábado a área atingida pelo rompimento da barragem da mineradora Vale e afirmou que o governo "cobrará justiça" diante da tragédia.

"Difícil ficar diante de todo esse cenário e não se emocionar. Faremos o que estiver ao nosso alcance para atender as vítimas, minimizar danos, apurar os fatos, cobrar justiça e prevenir novas tragédias como a de Mariana e Brumadinho, para o bem dos brasileiros e do meio ambiente", escreveu Bolsonaro no Twitter.

AV/abr/ots

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube

| WhatsApp | App | Instagram | Newsletter

Deutsche Welle A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade