PUBLICIDADE

Cidades

Mulher é sequestrada e morta durante assalto a propriedade rural em SP

Crime ocorreu no sítio em que ela morava na estrada Vicinal Ângelo Zagueti, em São Pedro (SP)

29 nov 2023 - 13h37
(atualizado às 13h41)
Compartilhar
Exibir comentários
Vanessa Veroneze Francisco tinha 36 anos
Vanessa Veroneze Francisco tinha 36 anos
Foto: Reprodução/EPTV

Uma mulher, de 36 anos, foi morta na madrugada desta segunda-feira, 27, durante um assalto ao sítio em que ela morava na estrada Vicinal Ângelo Zagueti, em São Pedro (SP). O caso é investigado pela Polícia Civil como latrocínio. 

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou ao Terra, a Polícia Militar foi acionada para atender uma ocorrência de roubo. De acordo com as informações iniciais levantadas, o suspeito, ainda não identificado, invadiu o imóvel e roubou uma quantia de R$ 6 mil da vítima, identificada como Vanessa Veroneze Francisco, e do esposo dela.

Após o crime, o veículo do casal foi localizado abandonado em um canavial. O corpo da mulher estava próximo ao automóvel e ela apresentava um ferimento na cabeça. Foi solicitada perícia ao local e o caso foi registrado como latrocínio na Delegacia de Polícia de São Pedro.

Em entrevista concedida à equipe de reportagem da EPTV, afiliada da Globo em Piracicaba e Região, o esposo da vítima, que optou por não se identificar, afirmou que o suspeito aparentava estar ciente da presença de dinheiro na residência. De acordo com ele, o criminoso bateu na porta e a sua esposa abriu achando que era alguém da família. 

“Ela achou que era o irmão dela chamando. No que ela abriu a porta já foi rendida pela pessoa. E pedindo dinheiro, ‘quero dinheiro, quero dinheiro’. Eu falei ‘não tenho dinheiro’. Do jeito que eu falei que não tinha dinheiro, já tomei um soco aqui na boca. Aí ele falou ‘tem dinheiro, sim, eu sei que tem dinheiro aqui’", relatou.

O marido da vítima também afirmou que o criminoso teve uma abordagem violenta tanto com ele quanto com a esposa e que o suspeito teria obrigado Vanessa a ingerir um comprimido.

"Do jeito que ela foi pegar a bolsa, ele me puxou pra fora, deu um murro no estômago, fiquei no chão meio caído. Jogou as coisas dela no chão, pegou o dinheiro que ela tinha. Eu sei que tinha R$ 6 mil com ela. Pegou, tirou dois comprimidos do bolso, branco, pequenos, e falou ‘você tem que tomar esses comprimidos. Se você não tomar esses comprimidos vou matar sua filha que tá no berço’", relembrou.

Depois, conforme relata, o criminoso agrediu o homem com uma pancada na cabeça, enquanto Vanessa foi levada pelo suspeito em uma caminhonete da família. Em seguida, ela foi encontrada já morta no canavial. 

Uma cunhada de Vanessa, que também preferiu não se identificar, descreveu a vítima como uma pessoa amável e mãe dedicada. "Era uma menina meiga, uma menina boa, uma excelente mãe. Tinha um amor pela filha dela muito grande, cuidava muito bem da filha dela. Era uma pessoa que a gente não consegue entender o que aconteceu, porque não tinha motivo. Não tinha motivo pra pessoa fazer um negócio desse", lamentou.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade