0

Chuva transborda córregos e causa transtornos em São Paulo

21 fev 2011
14h33
atualizado em 22/2/2011 às 15h34

A forte chuva que atinge São Paulo na tarde desta segunda-feira deixou toda a cidade em estado de atenção por mais de duas horas, segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências da prefeitura (CGE). A subprefeitura de Ipiranga entrou em estado de alerta, entre 14h40 e 16h30, após o transbordamento do córrego Ipiranga, na altura da avenida Abraão de Morais, entre as ruas Fagundes Filho e Ribeiro Lacerda. O mesmo ocorreu na subprefeitura de Jaçanã/Tremembé, entre 14h50 e 15h30, depois que o córrego Tremembé transbordou na altura da rua Conchilia.

As primeiras regiões que entraram em estado de atenção foram as zonas sul, centro, sudeste e leste da capital paulista, além da Marginal Pinheiros, às 14h05. Às 14h15, foi a vez da Marginal Tietê. Às 14h30, o decreto se estendeu à zona norte e, às 14h40, à zona oeste. Às 17h, toda a cidade saiu do estado de atenção.

De acordo com o CGE, o forte calor e a umidade do ar geraram nuvens carregadas a partir das 13h30. Segundo a Climatempo, os termômetros chegaram a marcar 31°C na capital paulista antes do temporal.

As áreas de instabilidade que atuavam sobre a capital paulista haviam perdido força às 17h, e boa perte da cidade registrava apenas chuva leve. Conforme imagens de radar do CGE, a precipitação se encontrava moderada apenas entre os bairros de Jaçanã, Tremembé, Santana, Vila Maria e Vila Guilherme.

Na Grande São Paulo, chovia com intensidade moderada somente nos municípios de Francisco Morato, Franco da Rocha, Caieiras e Santana de Parnaíba.

Conforme os meteorologistas do CGE, a tendência é de que as chuvas atinjam outras áreas da região metropolitana, ainda com intensidade forte, até o início da noite. Até as 16h15, o ponto que havia acumulado o maior volume de chuva era a foz do córrego Aricanduva, com 53,6 mm. Em seguida, vinham o córrego Ipiranga, com 49,6 mm; ribeirão dos Meninos (São Caetano do Sul), com 48 mm; ribeirão dos Couros (São Bernardo do Campo), com 47,6 mm; e o rio Tamanduateí (Viaduto Pacheco Chaves), com 43,8 mm.

Vendaval
A medição automática do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), na zona norte de São Paulo, registrou 45 mm de chuva no Mirante de Santana, ente 14h e 15h, quantidade considerada muito elevada para o período de uma hora. Segundo a Climatempo, a velocidade do vento no local chegou a aproximadamente 96 km/h às 15h. Esta é a rajada mais forte já detectada na estação desde o início das medições no Mirante de Santana, em 2006. O recorde anterior era de 85 km/h, no dia 17 de dezembro de 2009.

Bombeiros prestam socorro
O Corpo de Bombeiros registrava, por volta das 15h50, 119 ocorrências relacionadas a quedas de árvores na capital paulista, sendo que 89 estavam pendentes. Outras 32 ocorrências atendidas pelos Bombeiros eram relativas a inundações ou enchente. Em Americanópolis, no bairro de Jabaquara, duas pessoas ficaram feridas após um desabamento.

De acordo com a corporação, o helicóptero Águia foi enviado para socorrer moradores em situação de risco. Em uma das ocorrências atendidas pela aeronave, na avenida Teresa Cristina, vários veículos estavam inundados pela chuva, mas as vítimas já haviam deixado o local por volta das 15h15.

Via Anchieta tem pista interditada
O transbordamento do ribeirão dos Couros, em São Bernardo do Campo, provocou, às 15h15, o bloqueio preventivo da pista central sul da via Anchieta, que operava no sentido litoral, entre o km 10 e 13.

Apesar do bloqueio, o tráfego fluía normalmente no sentido litoral pela pista marginal da via. Havia lentidão no sentido oposto da Anchieta, entre o km 13 e o km 10, devido ao excesso de veículos.

Aeroportos
O temporal provocou o fechamento do aeroporto de Congonhas por cerca de 40 minutos. De acordo com a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), o aeroporto ficou fechado para pousos e decolagens entre 14h19 e 15h. Às 14h20, o terminal registrou rajadas de vento de até 50 km/h. Segundo a Climatempo, a chuva forte causou uma brusca redução da visibilidade no local, que baixou para apenas 500 m.

O Campo de Marte, na zona norte de São Paulo, ficou fechado das 14h30 às 15h20. Já o aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, não teve suas operações alteradas pela chuva.

Metrô
Alagamentos provocados pela chuva fecharam a estação Jardim São Paulo da linha 1-azul do Metrô, na zona norte da capital paulista, na tarde desta segunda-feira. Segundo o Metrô, a estação ficou fechada das 14h58 às 16h02. Às 16h30, os trens circulavam normalmente em todas as linhas da companhia.

Trânsito
A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrava, às 17h, 88km de lentidão na capital paulista, o que representava 8,7% dos 868 km de vias monitorados. De acordo com a companhia, o índice é considerado acima da média prevista para o horário, que é de 4,3%.

O principal ponto de lentidão estava localizado na avenida dos Bandeirantes, na pista sentido Imigrantes, onde os motoristas enfrentavam trânsito lento em 6,5 km, no trecho entre a rua Independência e o viaduto Aliomar Baleeiro.

Na pista expressa da Marginal Tietê, sentido Ayrton Senna, o congestionamento se estendia do rio Tamanduateí até a ponte Jânio Quadros, totalizando 4,7 km. No mesmo sentido, mas na pista local, o trânsito estava lento nos 3,6 km entre as pontes das Bandeiras e Jânio Quadros. No Corredor Norte/Sul, sentido Santana, a CET registrava 3,5 km de lentidão, entre as ruas General Euclides Figueiredo e Condessa de São Joaquim.

Pontos de Alagamento
Às 17h20, o CGE registrava na capital paulista 12 pontos de alagamento ativos, dos quais nove eram intransitáveis. Confira os trechos intransitáveis:

- Rua Dom Lucas Obes, próximo à avenida Juntas Provisórias, na zona sudeste;
- Avenida do Estado, próximo á rua Leais Paulistanos, na zona sudeste;
- Avenida Prof. Abraão de Morais, próximo à rua Ribeiro Lacerda, na zona sudeste;
- Viaduto República Árabe Síria, próximo à avenida Indianópolis, na zona sudeste;
- Rua Vaz Muniz, próximo à avenida Água Fria, na zona norte;
- Avenida Zaki Narchi, próximo à rua Urupiara, na zona norte;
- Avenida Celso Garcia, próximo à rua Firmiano Pinto, na zona leste;
- Rua Orfanato, próximo à praça P. de Damião, na zona leste;
- Avenida Prof. Luiz Ignácio Anhaia Mello, próximo à rua Américo Vespucci, na zona leste.

Terra

Colaboraram com esta notícia os internautas Ronaldo Pimenta de Almeida, Lucas Falconi, Bete Veingartner, Bruno Innarelli, Samara Morando, Moisés Reis, Paulo Borges, Tiago Reis, Eduardo Lopes, Samir Maggioli, Bruna Soares, Gabriella Crivari, Daniel Carvalho, Elena Olaszek, Clever Barbarelli, RJS, Rafael Verri, Paulo Eduardo, Fabiano Hassuo, Daniel Gavin, Victor Brandes, Bruninho NT, Schunck, Edgar Kage, Bruno Churuska, Eduardo Martellotta, Richard Max, Mara Pirillo, Daniela Filetti, Ricardo, Leonardo Quirino Simões, Carlos Eduardo Frutuoso, Rodrigo Sciotta, Hans Misfeldt, Dimitri Ulivi, Natalie Bovino, Vitor Schiavo, Vanessa Cazotto e Angélica Sant'Anna, de São Paulo (SP), Stella e Persio Formigoni, de Guarulhos (SP), Moliveira, de Embu (SP), Marcio, de São Caetano (SP) e Guilherme Alves da Silva, de Cuiabá (MT), que participaram do vc repórter, canal de jornalismo participativo do Terra. Se você também quiser mandar fotos, textos ou vídeos, clique aqui.

vc repórter
publicidade