PUBLICIDADE

Polícia

Bolsonaro não lembra de vizinho suspeito de matar Marielle

Preso na terça, policial militar reformado Ronnie Lessa possui casa no mesmo condomínio de Bolsonaro no Rio de Janeiro

13 mar 2019 - 11h31
(atualizado às 12h08)
Compartilhar
Exibir comentários
Presidente Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto
12/03/2019 REUTERS/Ueslei Marcelino
Presidente Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto 12/03/2019 REUTERS/Ueslei Marcelino
Foto: Reuters

Em conversa com jornalistas, o presidente Jair Bolsonaro disse não se lembrar do policial militar reformado Ronnie Lessa, preso ontem sob suspeita de envolvimento no assassinato da vereadora Marielle Franco (Psol). Lessa possui casa no mesmo condomínio de Bolsonaro no Rio de Janeiro.

Segundo o delegado do caso, Giniton Lages, um dos filhos do presidente teria namorado uma das filhas do policial reformado, mas ele não citou nomes. Bolsonaro falou sobre o assunto durante um café da manhã com jornalistas, no Palácio do Planalto.

Segundo Carlos Alberto Di Franco, colunista do jornal O Estado de S. Paulo, que participou do encontro, Bolsonaro afirmou que existem 150 casas no condomínio, que não há área de lazer no local e que não tem como conhecer todos os moradores. Também afirmou que outras pessoas já foram presas em seu condomínio, incluindo uma pessoa envolvida na Operação Lava Jato.

Bolsonaro falou, ainda, que questionou um de seus filhos, Jair Renan, sobre o fato de ter namorado a filha de Lessa, mas ele não confirmou a informação. "Papai, namorei todo mundo no condomínio, não lembro dessa menina", teria dito Jair Renan, segundo Bolsonaro.

Veja também:

Direto ao Ponto: Na semana do carnaval, vídeo obsceno divulgado por Bolsonaro causa polêmica:
Estadão
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade