PUBLICIDADE

Brasil é pior país a lidar com pandemia de Covid, diz estudo

Nova Zelândia, por sua vez, lidera entre as melhores nações

28 jan 2021 07h50
ver comentários
Publicidade

O Brasil foi apontado como o país que pior geriu a pandemia de Covid-19 no mundo por um estudo publicado pelo Lowy Institute de Sydney, na Austrália, nesta quinta-feira (28). O relatório analisou a crise sanitária em 98 países, com base em seis critérios, e ainda classificou a Nova Zelândia como a melhor gestão pública.

Brasil ficou na última posição entre 98 países analisados através dos números da crise sanitária
Brasil ficou na última posição entre 98 países analisados através dos números da crise sanitária
Foto: EPA / Ansa - Brasil

Segundo a organização, para elaborar os rankings foram feitos cálculos matemáticos entre as nações que disponibilizam informações públicas e que podem ser comparadas - a China, por exemplo, ficou de fora porque não informa de maneira confiável a quantidade de testes realizados diariamente.

Para elaborar a pontuação, foram analisados o número de casos e mortes confirmados, a quantidade de casos e mortes confirmadas por milhão de pessoas, a quantidade de casos confirmados em relação à quantidade de testes feitos e a quantidade de testes por mil pessoas.

O período examinado foram as 36 primeiras semanas depois de que cada país confirmou seu centésimo caso da Covid-19 em território nacional. "Esses indicadores pontuaram quão bem ou mal os países geriram a pandemia", diz o documento.

Com o cálculo, a Nova Zelândia conseguiu 94.4 pontos no ranking (que vai até 100). O país de Jacinda Ardern - que tem cerca de 2,3 mil casos e 25 mortes entre seus cinco milhões de moradores - é seguido por Vietnã (90.8) e Taiwan (86.4).

O primeiro europeu a aparecer na lista é a Islândia, na sétima posição, com 80.1 pontos, e o primeiro país da América do Sul é o Uruguai (75.8) na 12ª colocação. Já a Itália, a nação mais afetada em números totais na União Europeia, está na 59ª colocação, com 40.4 pontos. O Brasil obteve apenas 4.3 pontos no cálculo dos seis critérios, sendo superado ainda por México (6.5), Colômbia (7.7), Irã (15.9) e Estados Unidos (17.3).

"Apesar do surto de coronavírus ter começado na China, os países da Ásia-Pacífico, na média, foram os que tiveram maior sucesso na contenção da pandemia. Em contraste, a rápida disseminação da Covid-19 ao longo das principais artérias da globalização rapidamente atingiu primeiro a Europa e depois os Estados Unidos. Porém, a Europa também registrou a maior melhora no tempo do que qualquer outra região", ressalta ainda o estudo.

Conforme dados da Universidade Johns Hopkins, o mundo contabiliza 100.920.026 casos confirmados do coronavírus Sars-CoV-2 e 2.175.447 mortes.

Os países com os maiores números absolutos de casos são EUA, Índia, Brasil, Rússia e Reino Unido; na soma das mortes são EUA, Brasil, Índia, México e Reino Unido. .
   

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade