PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Atenção motoristas! 168,8 mil condutores Gaúchos tem até dia 30 para fazer o exame toxicológico

Prazo para Regularização do Exame Toxicológico de Motoristas Profissionais se aproxima: Fique atento!

13 abr 2024 - 10h45
(atualizado às 11h27)
Compartilhar
Exibir comentários

Motoristas profissionais brasileiros que possuem carteiras de habilitação (CNH) com vencimento entre janeiro e junho, independentemente do ano, devem ficar atentos ao prazo final de regularização do exame toxicológico. Este exame é obrigatório para condutores das categorias C, D e E e deve ser realizado a cada dois anos e meio. No Rio Grande do Sul mais de 168,8 mil condutores necessitam regularização até 30 de abril, conforme determina o Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Foto: Imagem Ilustrativa / Freepik / Porto Alegre 24 horas

A Associação Brasileira de Toxicologia (ABTox) estima que cerca de 2,4 milhões de motoristas nessas categorias ainda não cumpriram com essa exigência. A falta de realização do exame dentro do prazo estipulado pode acarretar em multa no valor de R$ 1.467,35, além de sete pontos na CNH, mesmo para aqueles que não estejam dirigindo.

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) estabeleceu um cronograma para a realização desse teste, com prazos específicos para diferentes grupos de motoristas. O não cumprimento desses prazos pode gerar penalidades. A fiscalização será realizada por meio dos sistemas eletrônicos dos Departamentos de Trânsito (Detrans) estaduais e do Distrito Federal.

Os condutores podem verificar a situação de seus exames toxicológicos utilizando a Carteira Digital de Trânsito (CDT). Basta acessar a área do condutor, clicar no botão "Exame Toxicológico" e verificar se o prazo para realização está vencido. Em caso afirmativo, é necessário buscar um dos laboratórios credenciados para realizar a coleta e o teste. O exame é de larga janela de detecção, capaz de detectar o consumo abusivo de substâncias psicoativas em um período de 90 a 180 dias anteriores à coleta, utilizando amostras de cabelo, pelos ou unhas.

Com a informação EBC.

Porto Alegre 24 horas
Compartilhar
Publicidade
Publicidade