PUBLICIDADE

Arábia Saudita inaugura cinema após mais de 35 anos de proibição

18 abr 2018 17h32
ver comentários
Publicidade

Inauguração para convidados em Riad reúne funcionários do governo, empresários e diplomatas. "Pantera Negra", da Marvel, é o primeiro filme exibido no país. Cinema será aberto ao público na sexta-feira.Em uma sessão de gala para convidados, a Arábia Saudita inaugurou nesta quarta-feira (18/04) em Riad o primeiro cinema do país, após mais de 35 anos de proibição por motivos religiosos. Funcionários do governo, empresários e diplomatas foram convidados para assistir ao filme "Pantera Negra", da Marvel.

Primeiro cinema da Arábia Saudita foi inaugurado em evento de gala
Primeiro cinema da Arábia Saudita foi inaugurado em evento de gala
Foto: DW / Deutsche Welle

A primeira projeção cinematográfica, em Riad, atraiu a atenção da imprensa local que se referiu ao evento como um "ato histórico esperado ansiosamente pelos habitantes da capital". Um teatro foi transformado no primeiro cinema da cidade.

Na cerimônia inaugural, estiveram presente o ministro de Cultura e Informação, Awwad Alawwad, além de famosos e cineastas convidados tanto da Arábia Saudita como do exterior.

"Esse é um momento marcante da transformação da Arábia Saudita numa economia e sociedade mais vibrantes", destacou Alawwad, em comunicado.

Segundo Adam Aron, diretor-executivo da gigante americana AMC Entertainment Holdings, que recebeu a primeira licença para operar cinemas no país, a sala será aberta ao público na sexta-feira, mas os ingressos começarão a ser vendido no dia anterior. "Os sauditas poderão ir a um belo teatro e ver filmes como eles devem ser assistidos: num tela grande", destacou.

A distribuidora americana AMC assinou em dezembro um memorando de entendimento com o Fundo de Investimentos Públicos na Arábia Saudita para abrir 40 salas em todo o país em um prazo de cinco anos.

O governo pretende abrir 350 cinemas até 2030 e espera que a venda de ingressos alcance 1 bilhão de dólares por ano. A expectativa é que mais 30 mil vagas de empregos sejam criadas no setor. Segundo uma fonte ouvida pela agência de notícias Reuters, as salas de cinemas não devem ser segregadas por gênero como a maioria dos lugares públicos na Arábia Saudita.

Modernização

A abertura do cinema marca outro passo das reformas para a modernização da sociedade liderada pelo príncipe herdeiro saudita Mohammed bin Salman. Nos últimos dois anos, o príncipe reduziu as restrições da divisão por gênero e a shows, além de suspender a proibição de mulheres conduzirem veículos.

Os cinemas na Arábia Saudita foram banidos na década de 1980 sob pressão dos islâmicos, num período em que a sociedade saudita se voltou para uma forma particularmente conservadora do islamismo que desencorajava o entretenimento e que homens e mulheres fossem vistos juntos em locais públicos.

Com a proibição, milhares de sauditas viajavam para Bahrain, Emirados Árabes Unidos e outros países próximos para consumir certos produtos de entretenimento. Além disso, filmes e séries americanas costumam ser assistidos pelos sauditas em suas casas.

CN/rtr/ap/efe

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Deutsche Welle A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas.
Publicidade
Publicidade