Erika Hilton critica homofobia e fundamentalismo religioso de deputados em Comissão: 'Ódio puro'

28 set 2023 - 12h16
Compartilhar

Erika Hilton critica homofobia e fundamentalismo religioso em Comissão na Câmara: 'Ódio puro'. Erika usou seus 15 minutos de fala para denunciar as 'atrocidades' proferidas por colegas na comissão que discute o projeto de Lei contra o casamento homoafetivo. Para a parlamentar, o discurso de deputados conservadores quer criar uma guerra que não existe entre a comunidade LGBTQIA+ e os cristãos do Brasil. "Nós estamos vendo aqui o malabarismo do cinismo, do mau-caratismo para mascarar o ódio, a intolerância, o preconceito e a discriminação", afirmou. "Eu tenho certeza que se Jesus voltasse hoje, não seria com vossas excelências que se sentaria, seria conosco, os oprimidos, os humilhados", acrescentou. Erika Hilton (PSOL-SP), ao lado de Duda Salabert (PDT-MG), são as primeiras mulheres trans a ocuparem o cargo de deputadas federais na história.

Fonte: Redação Terra
Publicidade
Publicidade