PUBLICIDADE

Valéria Valenssa é criticada por evangélicos por desfilar no Carnaval: "Trocou Jesus por 500 mil"

Primeira Globeleza da história, ela desfilou pela União de Maricá, na Série Ouro do Rio, após 20 anos afastada da Sapucaí

14 fev 2024 - 15h54
(atualizado em 15/2/2024 às 09h10)
Compartilhar
Exibir comentários

A ex-Globeleza Valéria Valenssa, de 52 anos, voltou a desfilar na Sapucaí após 20 anos pela União de Maricá, na Série Ouro do Rio. Valéria é evangélica há mais de seis anos e o seu retorno foi bastante criticado.

"Misericórdia, o povo volta pra lama com uma facilidade", escreveu uma mulher. "Aguentou por tantos anos e acabou caindo no laço do maligno exatamente agora que precisamos nos converter porque Jesus está voltando, que pena", disse um internauta.

"Que tristeza ver satanás puxar mais uma alma para o mundo dele e agora não é mais inocente. Que tristeza", comentou outra mulher.

Na publicação do Instagram em que agradece a escola de samba pelo convite para representar os moradores de Maricá, Valéria também recebeu muitos comentários dizendo que ela "se vendeu" e "trocou Jesus por 500 mil".

Em entrevista, a ex-modelo falou sobre ter recebido uma quantia de R$ 200 mil para voltar a desfilar. "Eu vim a trabalho, e todo trabalho tem um custo de produção", disse ao g1.

Segundo a equipe de Valéria, ela recebeu um certo valor para produzir seu desfile, com roupa e tudo o que iria precisar, mas o valor do montante não chega ao que foi noticiado.

Valéria não se pronunciou sobre as críticas da comunidade evangélica, mas publicou uma frase nos stories do Instagram. "Ser reconhecido como cristão não é falar em línguas, e sim controlar ela", disse.

Globeleza

Valéria Valenssa foi a primeira Globeleza da história e permaneceu no cargo entre 1991 e 2004. Ela gravou a vinheta da Globo até quando estava grávida em 2003. A ex-modelo também foi rainha de bateria da Portela entre 1995 e 1999.

Fonte: Redação Nós
Compartilhar
Publicidade
Publicidade