PUBLICIDADE

Isis Broken, de ‘No Rancho Fundo’, exalta maternidade trans: ‘Gás para lutar por mundo mais livre'

Atriz trans é casada com um homem trans, e é mãe de Apolo, de 2 anos

17 mai 2024 - 12h44
(atualizado às 17h01)
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
Isis Broken e Lourenzo Gabriel são um casal trans. Juntos, são pais de Apolo, de 2 anos. Apesar de enfrentar discriminação, ela se considera representante de corpos trans na televisão após estrear em sua primeira novela. Ela é um dos destaques do elenco de No Rancho Fundo.
Isis Broken e seu filho, Apolo
Isis Broken e seu filho, Apolo
Foto: Reprodução/Instagram

Isis Broken é um dos destaques do elenco da novela No Rancho Fundo, da Globo. Ela é uma mulher trans que, nas redes sociais e em entrevistas, exalta sua família. Ela é casada com Lourenzo Gabriel, que é um homem trans, e juntos eles são pais de Apolo, de 2 anos. 

Em entrevista ao jornal Extra, ela defende que ainda existe um tabu entre a gravidez de homens trans, e muitas pessoas acreditam que eles não podem engravidar por conta dos hormônios. “Acabou acontecendo. E foi um grande presente para nós. O nascimento de Apolo também levantou um debate sobre os corpos trans não estarem limitados àquilo que a sociedade impõe”, disse.

"Renascer": quem é Bianca DellaFancy, a amiga Drag Queen de Buba "Renascer": quem é Bianca DellaFancy, a amiga Drag Queen de Buba

Isis ainda contou que a gravidez veio no início do relacionamento com o marido. Com o nascimento do filho, a vida dos dois mudou completamente, mas há um sentimento de gratidão e felicidade entre o casal. “Dessa união, surgiu um amor, um carinho inexplicável pelo nosso bebê. Além de novos aprendizados como mãe e pai, e um novo gás para lutar por um mundo mais livre e representativo”. 

Apesar de tudo, Isis lamenta que ainda enfrenta preconceitos contra sua existência e família. “As doses de discriminação podem ser diárias quando se vive numa sociedade machista, racista e transfóbica”.

Com a novela, em que interpreta a personagem Corina Castello, ela se vê como uma representante de corpos trans na televisão, e define o momento como significativo.

“Ver corpos trans em todos os horários das novelas está contribuindo para um ajuste social muito necessário. É fundamental que atores e atrizes trans tenham oportunidades de interpretar papéis que não se limitem a narrativas trans, ampliando a representação e potencializando nossa presença na mídia.”

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade