PUBLICIDADE
Patrocínio Logo do patrocinador

Homem é preso em flagrante por crime de homofobia contra o filho no Paraná

De acordo com polícia civil, indivíduo afirma que 'considera seu preconceito um direito próprio'

20 mai 2024 - 17h23
(atualizado às 17h50)
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
Um homem de 51 anos foi preso no Paraná por homofobia contra seu próprio filho. O indivíduo expressou seu preconceito, e, de acordo com a Lei nº 7.716/89, foi detido e encaminhado para o sistema penitenciário.
'Homem declarou abertamente ser homofóbico', diz delegado
'Homem declarou abertamente ser homofóbico', diz delegado
Foto: PCPR/Divulgação / PCPR/Divulgação

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) prendeu, na última quarta-feira, 15, um homem, de 51 anos, pelo crime de homofobia contra o próprio filho, em Morretes, litoral do Estado.

O indivíduo foi pego em flagrante e já estava sendo investigado pelas autoridades policiais por praticar injúria envolvendo referências homofóbicas.

"Durante o interrogatório, ele expressou sua recusa em aceitar a homossexualidade de seu filho, afirmando que considera seu preconceito um direito próprio. Ele também declarou abertamente ser homofóbico", afirmou o delegado da PCPR André Rosa da Silva.

O que não dizer para uma mãe lésbica O que não dizer para uma mãe lésbica

Após a fala, o homem recebeu voz de prisão imediatamente, como prevê a lei nº 7.716/89, que aborda os crimes de discriminação e preconceito. Depois de detido, ele foi encaminhado para o sistema penitenciário.

"O discurso de ódio é a manifestação de desprezo ou intolerância contra determinados grupos, motivada por preconceitos ligados à etnia, religião, gênero, deficiência física ou mental e orientação sexual. Por ser considerado como crime, será rigorosamente reprimido pela PCPR", adverte o delegado.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade