PUBLICIDADE

Jovem grava momento em que é morta ao levar tiro de namorado em Goiás

Suspeito tentou enganar a polícia, mas tia da vítima apresentou o celular com a filmagem do homicídio

6 nov 2023 - 13h18
(atualizado às 14h15)
Compartilhar
Exibir comentários
Ielly Gabriele gravava o namorado quando foi alvejada com um tiro disparado por ele
Ielly Gabriele gravava o namorado quando foi alvejada com um tiro disparado por ele
Foto: Reprodução

Uma jovem de 23 anos registrou o momento em que foi morta pelo próprio namorado com um tiro, na noite do último sábado, 4, em Jataí, no sudoeste de Goiás. Ielly Gabriele Alves fazia um vídeo mostrando o suspeito, quando ele aponta a arma para ela e dispara. Diego Fonseca Borges foi preso em flagrante. 

De acordo com a Polícia Militar, uma equipe foi informada de que uma jovem havia dado entrada em um hospital com ferimento causado por disparo de arma de fogo, e seguiram para o local. A polícia encontrou o suspeito já na unidade de saúde, que afirmou que estava conduzindo seu veículo com a namorada no passageiro, quando foram abordados por uma motocicleta ocupada por dois homens. 

Segundo o rapaz, o garupa teria sacado uma arma e disparado, atingindo Ielly fatalmente. Enquanto conversava com Diego, a polícia percebeu algumas contradições, e o conduziu até a delegacia da cidade para prestar depoimento. 

"Ele não apresentava local onde aconteceu os fatos, bem como o orifício de entrada do disparo de arma de fogo na vítima não condizia com a versão apresentada pelo autor", afirmou o delegado Thiago Saad em um vídeo divulgado pela Polícia Civil. 

Ainda segundo a autoridade, uma tia da jovem foi até a delegacia com o celular dela, e entregou à investigação. "Ela desbloqueou o aparelho e mostrou para os policiais o vídeo em que a vítima grava o próprio disparo realizado pelo autor, que causou a sua morte", explica. 

No vídeo, a jovem grava o namorado, que está de costas e próximo a uma porta. Ela pede para que ele olhe para trás, momento em que o rapaz vira, aponta a arma na direção da vítima, e dispara. Em seguida, a gravação para.

Diante da situação, Diego foi preso em flagrante por homicídio qualificado, e caso seja condenado, poderá ficar preso por até 30 anos. O suspeito tem outras passagens, como violência doméstica contra outra ex-companheira e roubo. 

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade