PUBLICIDADE

Novo Fiat Panda europeu adianta sucessor do Argo no Brasil

Revelado na Europa, Fiat Grande Panda resgata visual icônico com plataforma do C3 e pode substituir os atuais Argo e Mobi no Brasil em 2026

14 jun 2024 - 11h08
(atualizado às 11h20)
Compartilhar
Exibir comentários
Novo Fiat Grande Panda
Novo Fiat Grande Panda
Foto: Stellantis/Divulgação

Depois de meses de expectativa, a Fiat finalmente revelou a quarta geração do Panda. Batizado agora de Grande Panda, o hatch resgata elementos do modelo original dos anos 80 e utiliza a plataforma modular STLA Smart, que já é utilizada pelo Citroën C3 feito em Porto Real (RJ). O novo Fiat Grande Panda também adianta o futuro sucessor do Argo no Brasil.

Isso porque a Fiat pretende unificar o seu portfólio atual em uma linha global de modelos. Essa estratégia foi revelada pelo CEO da Fiat, Olivier François, em fevereiro deste ano. Na ocasião, o executivo adiantou que o próximo passo da marca – que completa 125 anos em 2024 – seria a transição de produtos locais para uma linha global.

Novo Fiat Grande Panda
Novo Fiat Grande Panda
Foto: Stellantis/Divulgação

Com isso, ele destacou que os futuros carros da marca compartilharão a mesma filosofia e tecnologia, com uma plataforma global única, que suporta motorizações a combustão, híbridas ou elétricas. No entanto, cada região deve ter algumas particularidades em relação ao design, equipamentos e motorização, com predominância dos híbridos-flex no Brasil, por exemplo.

No release divulgado à imprensa, a Fiat destacou o novo Grande Panda como o novo modelo global da marca, que chegará inicialmente aos mercados europeu, africano e do Oriente Médio. Posteriormente, deve ser a vez do Brasil, já em 2025 ou 2026, conforme antecipado pelo Autos Segredos. Na Europa, o Grande Panda será posicionado acima do Panda de terceira geração, que seguirá em linha por mais alguns anos. 

Fiat Panda atual será mantido em linha por mais alguns anos
Fiat Panda atual será mantido em linha por mais alguns anos
Foto: Stellantis / Guia do Carro

O uso do nome Grande, inclusive, remete ao antigo Punto, que também conviveu com seu antecessor. No Brasil, o nome do futuro hatch ainda não está definido. Internamente, o projeto é conhecido pelo código F1H e como a próxima geração do Argo, mas existe a chance de um possível retorno do nome Uno, que fez bastante sucesso no Brasil.

Essa possibilidade é adiantada pelo Guia do Carro desde 2020. No entanto, o mais provável é que o modelo mantenha o nome Argo. Ao contrário das imagens de homologação vazadas na Europa há alguns meses, o visual do novo Grande Panda lembra muito mais o da versão conceito divulgada em fevereiro deste ano.

Fiat Panda Concept
Fiat Panda Concept
Foto: Stellantis / Guia do Carro

O novo modelo traz muitos elementos do Panda original dos anos 80, como as linhas retas, os faróis de formato retangular – agora em LED – e a grade frontal com o logotipo da Fiat descentralizado. No modelo brasileiro, os para-choques e a grade frontal devem ter design distinto, com estilo menos retrô. 

Os para-lamas são levemente destacados e contam com apliques em plástico preto nas extremidades. Já as rodas são de até 17" e trazem estilo futurista. Na lateral, as dimensões confirmam o parentesco com o Citroën C3, como a inclinação das colunas A e B e o tamanho das portas. 

Citroën C3 vai emprestar a plataforma para o novo hatch da Fiat
Citroën C3 vai emprestar a plataforma para o novo hatch da Fiat
Foto: Stellantis / Guia do Carro

O novo Fiat Grande Panda mede 3,99 m de comprimento, 1 cm a mais do que o C3 brasileiro. O entre-eixos também deve ser o mesmo – 2,54 metros – entre os dois modelos. Outro detalhe interessante é o nome Panda estampado em baixo relevo na parte inferior das portas do novo hatch da Fiat, algo que não deve ser replicado no modelo brasileiro.

Na traseira, as lanternas de LED têm aspecto mais vertical e dimensões pequenas. Elas são interligadas por um friso preto na base da tampa do porta-malas, que traz o logotipo Panda em alto relevo. O para-choque, por sua vez, conta com apliques em plástico preto e uma peça que simula um difusor de ar na parte inferior.

Novo Fiat Grande Panda
Novo Fiat Grande Panda
Foto: Stellantis/Divulgação

O interior ainda não foi revelado. Na Europa, o novo Fiat Grande Panda deve ser vendido inicialmente apenas em versões elétricas, ganhando posteriormente opções híbridas. Ele deve chegar ao mercado local até o início de 2025, e dará origem a outros dois modelos até 2027. Já a versão brasileira deve contar com o motor 1.0 turbo flex de 130 cv com sistema Bio-Hybrid de 12V e câmbio CVT. 

Fiat Argo
Fiat Argo
Foto: Stellantis / Guia do Carro

Também são esperadas versões com os motores 1.0 e 1.3 Firefly, já atualizados para as próximas fases do Proconve L8. No entanto, o hatch deve demorar um pouco mais para chegar ao mercado brasileiro, uma vez que ele ainda não foi flagrado em testes no país.

No Brasil, há rumores de que o hatch substitua de uma só vez o Argo e Mobi, informação adiantada pela revista Autoesporte. No entanto, também existe a possibilidade de que a Fiat opte por manter o atual Argo à venda com preços mais baixos por mais um tempo, como uma opção de entrada. Com isso, pode ser que ele não receba as novidades previstas para chegarem ao Cronos em 2025.

Já o Mobi não tem previsão de mudanças para os próximos anos, a não ser a chegada do motor 1.0 Firefly de 75 cv no lugar do 1.0 Fire, que deve sair de linha até o fim deste ano, com as nova regras de emissões do Proconve L8, que serão mais rígidas do que as atuais. Também não estão previstas mudanças estéticas para o hatch, que é um dos carros mais em conta no Brasil. 

Guia do Carro
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade