PUBLICIDADE

Honda Accord é o sedã (quase) perfeito, mas quem paga R$ 332 mil?

AVALIAÇÃO: Rodamos uma semana com o Honda Accord Advanced Hybrid e confirmamos o que já sabíamos: é um sedã potente e econômico, mas salgado

22 abr 2024 - 06h00
Compartilhar
Exibir comentários
Honda Accord Advanced Hybrid
Honda Accord Advanced Hybrid
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

Minha lembrança mais antiga do Honda Accord remete a 1991 ou 1992, quando eu trabalhava na revista Quatro Rodas. Lembro que o que mais me impressionou no Accord foi a leveza do pedal de embreagem – parecia uma manteiga. O Accord tinha motor 2.2 de 142 cv e era uma novidade na abertura das importações.

Duas décadas e dois ou três anos depois, o Honda Accord continua sendo um sedã primoroso; quase perfeito. Porém, ao contrário do início dos anos 90, são poucos que o desejam. Hoje em dia todo mundo quer um SUV e – confesso – chega a ser meio estranho conduzir um carro com a posição de dirigir tão baixa. Mas é bom. Muito bom.

Honda Accord Advanced Hybrid
Honda Accord Advanced Hybrid
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

Não há muito a acrescentar sobre as qualidades do Accord híbrido. A Honda fez algumas modificações em relação ao carro que avaliamos em 2021, que agora se chama Advanced Hybrid. Ele ficou um pouco mais comprido, tem rodas maiores (aro 18 com pneus 235/45), ficou um tantinho mais distante do chão (134 mm) e o peso é um pouco maior (1.625 kg). Isso em relação ao primeiro Honda Accord Híbrido que dirigimos, ainda chamado de e:HEV.

A potência combinada finalmente foi declarada: 207 cv. E o torque também: 334 Nm, São números muito bons, resultado da combinação de um motor elétrico de 184 cv (135 kW) com um motor 2.0 aspirado a gasolina de 146 cv. Como o Accord é um híbrido não plugável, a bateria é pequena: 1 kWh de capacidade.

Honda Accord Advanced Hybrid
Honda Accord Advanced Hybrid
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

O resutado é um carro muito rápido e econômico. O Accord vai de 0 a 100 em 8,8 segundos e chega a 183 km/h de velocidade máxima. E mesmo com esse desempenho faz 17,8 km/l na cidade e 16,1 na estrada. Sim: os híbridos costumam ser mais econômicos na cidade; mas o Accord, convenhamos, term caráter estradeiro mesmo. Emite 76 g/km de CO2, um bom número em relação à frota brasileira.

Ao contrário do Accord dos anos 90, o Accord atual tem suspensão independente nas quatro rodas. O carro é muito “no chão”, dá prazer ao dirigir, é neutro nas curvas. Mas a maioria das pessoas não gosta mais de carros muito baixos. Eu adoro. Eu e os compradores de Accord, que são bem poucos.

Honda Accord Advanced Hybrid
Honda Accord Advanced Hybrid
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

Segundo a Fenabrave, apenas 71 pessoas. Muito pouco se compararmos com as vendas do Mercedes-Benz Classe C, que tem números de performance parecidos com os do Accord na versão 200. Foram 271 vendas do Classe C, e nem vamos falar das 779 vendas do BMW Série 3, produzido no Brasil.

O Mercedes Classe C tem 204 cv, vai de 0 a 100 em 7,3 segundos, chega a 246 km/h e faz 16,9 km/l. Custa 44 mil a mais (R$ 376.900) e é menor (4,751 m), mas não deixa de ser um parâmetro. Talvez o Honda Accord esteja com o preço um tanto salgado, mesmo para o público seleto que pretende atingir.

Honda Accord Advanced Hybrid
Honda Accord Advanced Hybrid
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

O design do novo Honda Accord também é um pouco polêmico. Ele ficou muito esguio, com  a frente e a traseira bem grandes – tanto que acomoda 574 litros no porta-malas. Mas o terceiro volume praticamente sumiu; parece um cupê de quatro portas. É preciso um certo esforço para achar seu melhor ângulo; seu visual já não causa suspiros nas passarelas, como causava duas décadas atrás.

Para quem gosta de sedãs e quer um perfeito, o Honda Accord é uma ótima opção. O carro tem tudo em termos de tecnologia e segurança e traz a qualidade da indústria japonesa numa marca extremamente confiável, que é a Honda, muito querida pelo público brasileiro. Só não entrega o status dos sedãs alemães, mas isso já é outra história.

Honda Accord Advanced Hybrid
Honda Accord Advanced Hybrid
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

Conclusão

  • Nota: 9
  • Conceito: ótimo
  • Veredicto: baixo, espaçoso, confiável, potente, econômico e com ótimo comportamento dinâmico

Ficha técnica

Modelo: Honda Accord Advanced Hybrid

Preço: R$ 332.400

Motor: 2.0 a gasolina + 2 elétricos

Potência: 146 cv a 6.100 rpm + 184 cv (135 kW)

Torque: 174 Nm a 3.500rpm + 315 Nm

Potência combinada: 207 cv 

Torque combinado: 334 Nml)

Câmbio: 1 marchas e-CVT

Honda Accord Advanced Hybrid
Honda Accord Advanced Hybrid
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

Comprimento: 4,971 m 

Largura: 1,862 m 

Altura:  1,459 m

Entre-eixos: 2,830 m

Vão livre: 134 mm

Peso: 1.625 kg

Pneus: 235/45 R18

Honda Accord Advanced Hybrid
Honda Accord Advanced Hybrid
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

Porta-malas: 574 litros

Tanque: 48 litros

0-100 km/h: 8s8

Velocidade máxima: 183 km/h

Km/l cidade: 17,8

Km/l estrada: 16,1

Alcance: 854 km

Emissão de CO2: 76 g/km

Guia do Carro
Compartilhar
Publicidade
Publicidade