PUBLICIDADE

Sul-coreano é preso por fugir do serviço militar para jogar PUBG

Jovem foi sentenciado a 1 ano e 6 meses de prisão

6 fev 2024 - 10h00
Compartilhar
Exibir comentários
Homem é preso na Coreia do Sul por fugir do serviço militar para jogar PUBG
Homem é preso na Coreia do Sul por fugir do serviço militar para jogar PUBG
Foto: Divulgação / Krafton

Um homem foi sentenciado a 1 ano e 6 meses de prisão por fugir do serviço militar obrigatório na Coreia do Sul. Ele apelou à Suprema Corte do país, dizendo que se recusava a se alistar por ser contra a guerra e a violência, mas teve sua apelação negada por um motivo curioso: seu interesse assíduo em jogar PUBG, no qual jogadores usam armas de fogo para derrotar adversários.

De acordo com o The Korea Herald, o réu foi indiciado em novembro de 2018 por violar a lei militar do país, que obriga todos os homens a prestarem 18 meses de serviços militares, com raríssimas exceções, tais como medalhistas esportivos.

No julgamento, ele rechaçou a lei militar sul-coreana, citando que ela desrespeita os direitos humanos, e comentou também sobre os “muitos aspectos irracionais da vida militar”. No entanto, foi apontado que o réu nunca se voluntariou para quaisquer instituições de caridade ou protestos anti-guerra e também que ele gostava de jogar PUBG frequentemente, algo que admitiu.

Apesar de ser apenas um jogo, a corte entendeu que ele apresenta violência relacionada com armas de fogo, o que contraria a alegação do réu de que não queria prestar o serviço militar por motivos morais, questionando a autenticidade de sua objeção.

No final, isso acabou contribuindo para que ele fosse condenado a passar 1 ano e 6 meses na cadeia, o mesmo tempo que precisaria servir no exército.

Quer conhecer outros jogadores, saber das últimas novidades dos games e ter acesso a brindes e campeonatos? Participe do nosso Discord!

Fonte: Game On
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade