PUBLICIDADE

10 jogos de Super-Herói que queremos urgentemente

De Hellboy ao Super-Choque, selecionamos alguns heróis que merecem um jogo para chamar de seu

24 jan 2022 11h16
ver comentários
Publicidade
Divulgação/BossLogic
Divulgação/BossLogic
Foto: GameON

Na era do universo dos Super-Heróis na televisão e no cinema, a indústria de videogames tem corrido para lançar cada vez mais títulos sobre o tema. Temos inúmeros exemplos de acertos nos últimos anos, como a trilogia Batman Arkham, o jogo do Homem-Aranha para PS4 e o mais recente Guardiões da Galáxia.

Porém, chegou a nossa vez de selecionar alguns Super-Heróis que merecem um jogo para chamar de seu, e continuar consolidando essas aventuras épicas da Marvel e DC.

Blade

Divulgação/Marvel
Divulgação/Marvel
Foto: GameON

Se você acompanhou o fim dos anos 90 ou o início dos anos 2000, não tem como não amar os filmes do Blade com o Wesley Snipes. Os filmes podem até não ser tão bons assim, mas divertem bastante.

Com isso em mente, por que não fazer um jogo do Caçador de Vampiros da Marvel? Convenhamos, dá para contar nos dedos quantos jogos bons de vampiros temos por aí.

Em mente, é difícil escolher uma produtora que pudesse criar um game visceral deste personagem, até porque precisa de muito sangue. Mas imagine só um jogo do Blade feito pela iD Software, os criadores de Doom, ou pela Flying Wild Dog, responsável pelo divertido Shadow Warrior.

Batman do Futuro

Divulgação/DC
Divulgação/DC
Foto: GameON

Batman do Futuro ficou extremamente popular entre os brasileiros devido a sua excelente série animada que passava na hora do almoço. A história de Terry McGinnis sendo “treinado” pelo Bruce Wayne mais velho é muito interessante e rende ótimos momentos.

A Warner tem nas mãos um time repleto de ótimos desenvolvedores, e seria incrível jogar algo relacionado a esse universo. Aliás, o tom de Batman do Futuro já começa bem sombrio, com o Batman “do passado” (Bruce Wayne) quebrando seu juramento de nunca matar ninguém e aposentando o manto do herói.

Além disso, seria uma ótima forma de trazer um protagonista tão querido (o mais querido, convenhamos) dos quadrinhos, com uma nova roupagem, história divertida e nova galeria de vilões.

Cavaleiro da Lua

Divulgação/Marvel
Divulgação/Marvel
Foto: GameON

O Cavaleiro da Lua ganhará sua própria série para o Disney+ em março, estrelada por ninguém menos do que Oscar Isaac no papel principal, e tendo o excelente Ethan Hawke como o vilão. É a receita para o sucesso.

Agora, um game do Cavaleiro da Lua seria definitivamente um adendo muito interessante para a indústria. Primeiro, pois o nosso personagem principal, Marc Spector, é completamente lunático das ideias. Isso seria muito bem usado como uma quebra da quarta parede, assim como antigo jogo do Deadpool já fazia há alguns anos.

Outro lado bom é a parcela mitológica do personagem, que basicamente incorpora o Deus da Lua, Khonshu, em seu corpo. Juntos ambos combatem o crime em Nova Iorque com muita violência. Aliás, nas HQs, o Cavaleiro da Lua já até lutou contra lobisomens.

Jovens Titãs

Divulgação/Cartoon Network
Divulgação/Cartoon Network
Foto: GameON

Finalmente chegamos ao primeiro grupo de super-heróis da lista e não tem como, Jovens Titãs é um time excelente. Tudo bem que na série da CW as coisas não parecem tão legais assim, mas animações provam o contrário.

Se a Rocksteady, desenvolvedora da franquia Batman Arkham, está desenvolvendo um projeto com o Esquadrão Suicida vs Sindicato do Crime, então um game dos Jovens Titãs não é tão difícil de se imaginar.

Na verdade, só imagine como seria bom jogar com o Robin, ou invocar os poderes da Ravena em uma épica luta contra Trigon, enquanto Mutano se transforma num dinossauro.

Demolidor

Divulgação/Behance
Divulgação/Behance
Foto: GameON

A Insomniac Games se consagrou nos últimos anos ao entregar Spider-Man e Spider-Man: Miles Morales, além de causar euforia do público com anúncio de Spider-Man 2, com o Venom como vilão, e o anúncio de um jogo do Wolverine.

Porém, desde que o game do Homem-Aranha foi lançado, muitos fãs queriam o desenvolvimento de um personagem específico: o Demolidor. Sim, o Homem Sem Medo deveria ganhar um jogo próprio. Matt Murdock é um protagonista incrível, com um portfólio de vilões bem invejável e ainda renderia excelentes momentos de muita pancadaria.

Basta imaginar como seria um projeto em moldes parecidos com o que tínhamos com a série da Netflix, que, vale salientar, foi uma das melhores séries de super-heróis já feitas.

Super-Choque

Divulgação/DC
Divulgação/DC
Foto: GameON

Lançada nos anos 2000, a série animada de Super-Choque foi um completo sucesso para nós, brasileiros, mesmo que a força do herói não tenha tanto poder nos EUA. Porém, não tem para onde fugir: o Super-Choque é sensacional.

Virgil Hawkins poderia ser facilmente um Homem-Aranha da DC no mundo dos games. O garoto que estuda na escola quer ter uma namorada, quer combater o crime, às vezes ajuda a Liga da Justiça, toma uns socos, precisa se virar para manter a identidade secreta e proteger quem ama. O básico.

O herói certamente seria um baita protagonista, e tem história de sobra para criar uma narrativa bem interessante. Agora só falta a Warner dar um sinal verde desses!

Justiceiro

Divulgação/Marvel
Divulgação/Marvel
Foto: GameON

Não há meias-palavras com Frank Castle. O ex combatente da Guerra do Vietnã usa os piores métodos para arrancar informações ou matar seus inimigos. A história pesada do personagem inclui o assassinato de sua família por mafiosos, e desde então o anti-herói passa a literalmente limpar o crime.

Embora Frank não seja um protagonista tão carismático, a ideia nunca foi vender uma narrativa espetacular, mas sim empolgar o público com ação desenfreada, muito sangue e mortes. Em resumo, essa é a receita certa para um bom jogo de tiro em primeira pessoa.

Assim como Blade, seria fantástico ver estúdios como a MachineGames, de Wolfenstein ou até mesmo a Infinity War, desenvolvedora de Call of Duty: Modern Warfare de 2019, trabalhando num game mais sério e pesado como esse.

Sandman

Divulgação/Neil Gaiman
Divulgação/Neil Gaiman
Foto: GameON

Sandman é uma obra-prima de Neil Gaiman. Com a adaptação da Netflix marcada para chegar ao serviço de streaming em breve, fico pensando por qual motivo até hoje nunca tivemos uma game deste fantástico universo.

Talvez realmente não seja a obra mais fácil de adaptar para um videogame, de fato, mas penso num gameplay ao estilo de God of War, com um aspecto mais cinemático, opções de customização, elementos RPG, um combate refinado. E principalmente uma trilha sonora caprichada.

Hellboy

Divulgação/Hellboy
Divulgação/Hellboy
Foto: GameON

O mais famoso cria dos infernos deveria ter uma palinha nos videogames. Hellboy já fez sucesso na TV, com os excelentes filmes dirigidos pelo mestre Guilhermo del Toro, e a mais recente adaptação com David Harbour, que não é um sucesso, mas é definitivamente um dos filmes já feitos.

A questão é que, por um segundo, imagine um jogo do Hellboy nos mesmos moldes de Devil May Cry 5, lançado há poucos anos pela Capcom. Não tem como dar errado: muitas piadas duvidosas, demônios brotando do chão, batalhas contra chefes gigantes, mais piadas, muitas armas, e um protagonista com um par de chifres. É pedir demais?

Mais Deadpool

Divulgação/Activision Blizzard
Divulgação/Activision Blizzard
Foto: GameON

Em 2013 a Activision publicou um game do Deadpool, que, longe de ser ruim, acabou não estourando no público e caiu no esquecimento rapidamente. Mas com o crescente sucesso do personagem nos cinemas, nada mais justo do que dar outra oportunidade para Wade Wilson provar seu valor.

E aí, o que achou da nossa lista de games remasterizados? Acha que faltou algum? Diz para a gente nos comentários.

Fonte: Game On
Publicidade
Publicidade