PUBLICIDADE

Entenda a cena pós-créditos de Bem-Vindo a Raccoon City

Novo Resident Evil deixa ganchos para sequências no cinema

3 dez 2021 13h40
| atualizado às 14h04
ver comentários
Publicidade
Tom Hopper é Albert Wesker em Bem-Vindo a Raccoon City
Tom Hopper é Albert Wesker em Bem-Vindo a Raccoon City
Foto: Sony Pictures / Reprodução

Dirigido pelo britânico Johannes Roberts, Resident Evil: Bem-Vindo a Raccoon City estreou nesta semana nos cinemas brasileiros com a promessa de ser uma adaptação mais fiel dos games para a telona.

O longa adapta os eventos dos dois primeiros games da série e apresenta várias locações icônicas, como a Mansão Spencer e a Delegacia de Raccoon City, durante a fatídica noite de 30 de setembro de 1987, quando um verdadeiro apocalipse zumbi tomou de assalto a cidade, consequência das experiências realizadas pela farmacêutica Umbrella Corporation.

Embora a trama seja bem amarrada e funcione perfeitamente como um filme fechado, é de se esperar que Bem-Vindo a Raccoon City tenha algumas sequências no cinema. A cena pós-créditos sugere que veremos seus personagens de novo e o filme deixa ganchos para outras histórias no universo de Resident Evil.

Se você já assistiu o filme, continue lendo para entender melhor os eventos mostrados na cena final. Se não viu ainda, fique avisado: SPOILER adiante!

Último aviso: Spoilers de Resident Evil: Bem-Vindo a Raccoon City depois desta tela
Último aviso: Spoilers de Resident Evil: Bem-Vindo a Raccoon City depois desta tela
Foto: Sony Pictures / Divulgação

O que aconteceu com Wesker?

Um dos membros originais do Alpha Team da S.T.A.R.S., a força policial de elite de Raccoon City, Albert Wesker (Tom Hopper) conseguiu sobreviver aos eventos na Mansão Spencer graças a uma aliada misteriosa, que só se revela na cena pós-créditos: trata-se de Ada Wong (Lily Gao), uma personagem misteriosa que não é exatamente um dos 'mocinhos' de Resident Evil.

Ao longo de todo o filme, vemos Wesker usando um Palmtop (uma espécie de 'smartphone' do final dos anos 1980, tecnologia de ponta, acredite) para receber informações privilegiadas: ele é avisado do que vai acontecer com a cidade ao amanhecer, recebe um mapa detalhado da mansão e até as notas que deve tocar ao piano para revelar uma passagem secreta - assim fica fácil, Wesker!

Wesker revelando que é um agente da Umbrella
Wesker revelando que é um agente da Umbrella
Foto: Divulgação / Capcom

O grandalhão conta para Jill que vem recebendo essas informações há meses, mas não sabe quem está por trás disso. Ele recebe essa ajuda em troca de um favorzinho: recuperar amostras do vírus desenvolvido pela Umbrella. Nos jogos, ele é um aliado secreto da corporaçõa, mas será que Ada trabalha para a farmacêutica? Não é o que parece.

Quando tudo desaba, Wesker está ferido mortalmente. Na cena pós-créditos, ele desperta em uma espécie de necrotério, dentro de um saco e, ao que tudo indica, com algum problema sério na visão. É quando Ada se revela e explica que este é um dos efeitos colaterais do processo usado para recuperar sua vida e que outros efeitos devem aparecer. Ao final, ela lhe dá o par de óculos escuros que compõem o visual do personagem nos games.

Nos jogos, Albert Wesker desenvolve poderes como super força, super velocidade e uma incrível capacidade regenerativa. Essas características devem surgir em uma provável continuação do filme.

Para quem Ada Wong trabalha?

Nos games, Ada Wong é uma espiã misteriosa
Nos games, Ada Wong é uma espiã misteriosa
Foto: Capcom / Reprodução

Ao resgatar Wesker, Ada está recrutando o grandalhão para seu time, mas não é dito para quem eles vão trabalhar. É improvável que seja a Umbrella, afinal, a missão de Wesker era recuperar algo que estava nas mãos da empresa (mas que poderia estar melhor protegido, vamos admitir). Outros grupos tem interesse nas descobertas da Umbrella no mundo de Resident Evil, como por exemplo, a família Ashford.

Os herdeiros da família, Alfred e Alexia, são mostrados no filme, como um par de jovens de cabelos brancos. Eles foram alvos de experimentos da Umbrella, como é visto por Claire e Leon em um projetor durante a aventura. A cena dos irmãos é uma recriação precisa de um trecho de Resident Evil - Code: Veronica, jogo que pode muito bem ser a inspiração para a sequência de Bem-Vindo a Racconn City.

Code: Veronica ou Resident Evil 4?

Foto: ePipoca

O diretor Johannes Roberts, que é fã dos games, já citou seu interesse em adaptar Code: Veronica para os cinemas, assim como Resident Evil 4, jogo estrelado por Leon S. Kennedy e ambientado no interior da Europa, bem depois dos eventos vistos no filme.

Um dos jogos preferidos dos fãs, RE4 parece mais distante do ponto em que a história terminou, até pelas escolhas da adaptação: no game, Leon se torna um agente especial da guarda pessoal do presidente dos EUA, após sobreviver aos eventos de Resident Evil 2. No longa, o jovem policial ainda precisaria ganhar muita experiência para chegar em  um escalão tão elevado.

A própria situação precisaria ser descoberta pelo governo americano: todo o incidente em Raccoon City acontece em uma única madrugada, sem deixar testemunhas além do grupo de policiais. Como o presidente ficaria sabendo dos feitos de bravura de Leon? Essa é uma das perguntas terão que ser respondidas por Roberts em uma continuação.

Resident Evil: Bem-Vindo a Raccoon City está em cartaz nos cinemas brasileiros.

Fonte: Game On
Publicidade
Publicidade