PUBLICIDADE

Baten Kaitos I & II HD Remaster traz clássico cult de volta

Lançado quase 20 anos atrás, RPG da Bandai Namco é tão bom agora quanto nos dias do Game Cube

23 out 2023 - 09h22
Compartilhar
Exibir comentários
Coletânea traz dois clássicos do Game Cube remasterizados para o Switch
Coletânea traz dois clássicos do Game Cube remasterizados para o Switch
Foto: Bandai Namco / Divulgação

O Game Cube, console da Nintendo que competia com o PS2 e o Xbox original, era bom em muita coisa, mas tinha uma carência grande em RPGs japoneses, gênero que foi dominado pelo console da Sony dominou naquela geração. Ainda assim, o console da Nintendo contava com algumas jóias raras, como a franquia Baten Kaitos, que a Bandai Namco traz de volta agora, em versão remasterizada.

Como o Game Cube nunca foi tão popular por aqui quanto os consoles mais recentes da Nintendo, a coletânea Baten Kaitos I & II Remaster vai apresentar para muita gente a franquia criada em parceria com a Monolith Soft (Xenoblade Chronicles) e Tri-Crescendo (Star Ocean), ambientada em um mundo de ilhas voadoras e com um viciante sistema de combate baseado em cartas.

Aventureiros alados

A história é bem clichê: No primeiro Baten Kaitos, o jogador controla Kalas, um jovem misterioso que tem uma asa mecânica e precisa impedir o retorno de uma divindade maligna. O segundo jogo, Baten Kaitos Origins, é uma prequela em que o protagonista é Sagi, um Spiriter (personagem capaz de interagir com os Espíritos Guardiões), que busca descobrir quem o aprisionou, enquanto o mundo passa por mudanças políticas e sobrenaturais.

Tanto Sagi quanto Kalas são acompanhadas por um Espírito Guardião, que serve como voz da razão e com quem eles interagem para tomar decisões importantes. Esse espírito é, basicamente, o jogador, em uma quebra da quarta parede bem interessante.

O mundo de Baten Kaitos lembra os Final Fantasy e Star Ocean de vinte anos atrás, com um mapa para explorar e áreas cheias de encontros com inimigos para 'farmar' níveis em batalhas por turno. O sistema de batalha é o maior diferencial, baseado em cartas com equipamentos, magias e itens - além de uma câmera usada para tirar fotos dos personagens e monstros. As fotos podem ser vendidas depois de reveladas e são a maior fonte de dinheiro no jogo.

Qualidade de vida

Cenários de Baten Kaitos sempre foram bonitos e ficaram ainda melhores em HD
Cenários de Baten Kaitos sempre foram bonitos e ficaram ainda melhores em HD
Foto: Bandai Namco / Divulgação

Os Baten Kaitos originais aproveitavam bem o poderio gráfico do Game Cube e as remasterizações seguem bonitas, mesmo com o design de personagens bem típico de uma época meio distante. Os cenários prerenderizados seguem tão impressionantes quanto eram duas décadas atrás.

O lançamento atual traz muitas melhorias de qualidade de vida que aprimoram as aventuras inclusas no pacote, como salvamento automático, opção de pular cenas de corte, velocidade do gameplay e assim por diante.

Combates com cartas são simples no começo, mas tendem a ficar complicados rapidamente
Combates com cartas são simples no começo, mas tendem a ficar complicados rapidamente
Foto: Bandai Namco / Divulgação

Nem todas essas opções ajudam a superar os momentos mais parados dos jogos originais, que seguem fórmulas típicas de RPG japonês e que muitas vezes alongam os diálogos e a narrativa mais do que deveriam.

Os ajustes de combate são ótimas adições, que permitem mudar a velocidade das batalhas e da exploração, ativar batalhas automáticas (ótimas para quando você precisa fazer aquele 'grind' de experiência) ou mesmo desativar os encontros aletóarios.

Considerações

Baten Kaitos I & II HD Remaster - Nota 8
Baten Kaitos I & II HD Remaster - Nota 8
Foto: Game On / Divulgação

Restritos originalmente ao Game Cube, os dois Baten Kaitos ganharam uma vida nova nesta coletânea remasterizada e, tomara, poderão conquistar novos fãs no Nintendo Switch. Pena que os jogos não estão disponíveis também para PC ou mais consoles, como PlayStation e Xbox.

Baten Kaitos I & II HD Remaster está disponível para Nintendo Switch.

*Esta análise foi feita no Switch, com uma cópia do jogo gentilmente cedida pela Bandai Namco.

Fonte: Game On
Compartilhar
Publicidade
Publicidade