PUBLICIDADE
Logo do Vasco

Vasco

Favoritar Time

Para se manter fora do Z4, Vasco torce para o São Paulo e se apega em tabu que acompanha Rogério Ceni, técnico do Bahia

Caso o Esquadrão pontue na Arena Fonte Nova, o Cruz-Maltino será ultrapassado, caindo para a 17ª posição

29 nov 2023 - 05h42
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Lance!

Foto: Lance!

O otimismo de Ramón Díaz, que afirmou estar convencido de que o Vasco não vai cair, vai na contramão do que pensa a grande parte da torcida. Para muitos vascaínos, o Cruz-Maltino está rebaixado para a Série B depois da derrota para o Corinthians, por 4 a 2, em São Januário. No entanto, o treinador se apega na possibilidade dos rivais tropeçarem nesta rodada.

De fato o que resta ao Vasco é secar os adversários diretos na luta contra o rebaixamento, principalmente o Bahia, que abre a zona de rebaixamento. Caso o Esquadrão empate com o São Paulo, nesta quarta-feira (29), às 20h, na Arena Fonte Nova, vai ultrapassar o Cruz-Maltino. Ambos somariam 42 pontos, mas o time baiano possui um saldo de gols melhor.

Em tese, uma vitória do São Paulo não seria impossível de acontecer, afinal de contas se trata do atual campeão da Copa do Brasil. No entanto, o Tricolor Paulista tem a segunda pior campanha como visitante, com 8 pontos conquistados, melhor apenas do que o lanterna América-MG. Ambos não venceram fora de casa. O cenário piora ainda mais pelo fato do São Paulo não lutar por nada na competição, porém um fato pode trazer esperança ao vascaíno.

O técnico do Bahia, Rogério Ceni, jamais venceu o São Paulo, clube que é ídolo, como treinador. Em oito jogos, foram dois empates e seis derrotas, sob o comando de Fortaleza e Flamengo.

Torcer para o rival

O decompromisso também acompanha o Fluminense, adversário do Santos, que briga com o Vasco contra o rebaixamento. A partida começa às 19h, na Vila Belmiro. O Tricolor está com a cabeça no Mundial de Clubes. De quebra, assim como o São Paulo, possui uma péssima campanha longe do Maracanã, tendo a terceira pior pontuação como visitante, com apenas 10 pontos. Pelo menos o time comandado por Fernando Diniz venceu dois jogos fora de casa.

A falta de motivação e o péssimo histórico como visitantes de São Paulo e Fluminense, tiram a crença do vascaíno em tropeços dos rivais Bahia e Santos. Entrentanto, como se trata de futebol, tudo pode acontecer, ainda mais neste campeonato maluco que é o Brasileirão.

Lance!
Compartilhar
Publicidade
Publicidade