PUBLICIDADE
Logo do

Vasco

Meu time

Organizadas do Vasco invadem São Januário e interditam salas

Em protesto, dezenas de torcedores vascaínos conseguem chegar até a sala presidencial em estádio e colocam faixas de isolamento no local

10 set 2021 15h04
| atualizado às 16h09
ver comentários
Publicidade

Integrantes de torcidas organizadas do Vasco invadiram a sede de São Januário nesta sexta-feira. Dezenas de pessoas destes grupos chegaram até a sala presidencial e passaram faixas como que se estivessem interditando este e outros locais da sede vascaína.

Cenas de protestos promovidos por vascaínos na sede do clube carioca (Montagem LANCE!)
Cenas de protestos promovidos por vascaínos na sede do clube carioca (Montagem LANCE!)
Foto: Lance!

O protesto é contra o mau momento do time, que hoje ocupa a nona posição da Série B do Campeonato Brasileiro, mas as cobranças foram direcionadas a diferentes setores. Os alvos principais da manifestação foram o presidente do clube, Jorge Salgado, o primeiro vice-geral, Carlos Roberto Osório, o CEO Luiz Mello e também o zagueiro Leandro Castan.

"Cadê você, Salgado? Cadê Osório? Cadê Luiz Mello? Cadê Mussa? Aqui não é invasão, não, a casa é nossa! Estamos cansados, Salgado! Ô, Castan! Vamos cobrar esse elenco, você é o capitão. Ninguém no clube! Estão dando folga? A torcida está interditando, está interditado", afirmou um dos protestantes.

Um dos nomes citados acima pelo manifestante é o ex-presidente da Assembleia Geral do Vasco Faués Mussa, sem cargo no clube atualmente. Não há, até o momento, registros de encontros dos integrantes de organizadas do Vasco com pessoas que foram os principais alvos dos protestos.

No caso de Castan, maior criticado entre os jogadores do elenco, não houve contato direto do jogador com os membros de organizadas do Vasco que invandiram o clube porque o treino desta sexta-feira do time foi marcado para ocorrer no CT Moacyr Barbosa, na zona oeste do Rio. Derrotada por 3 a 1 pelo Avaí, na última segunda-feira, em Florianópolis, a equipe se prepara para enfrentar o CRB, na próxima quinta, em Maceió, pela 24ª rodada da Série B.

Havia policiais militares na entrada de São Januário, mas mesmo assim não houve como impedir a invasão dos manifestantes. Alguns dos vídeos do protesto circulam na internet e foram divulgados primeiramente pelo perfil no Twitter "Colina Informa".

O Vasco emitiu nota para comentar o incidente. Confira abaixo:

"O Vasco confirma que as imagens que estão circulando na internet, de integrantes de torcidas organizadas em São Januário, são desta sexta-feira (10/09).

Houve tentativa de invasão à sede do Clube através dos portões 9, 17 e entrada social.

A segurança conseguiu intervir em diversos pontos, no entanto, os torcedores acabaram conseguindo acessar as instalações internas através do restaurante. As circunstâncias de como se deu esse acesso irregular estão sendo apuradas pelo Clube.

Os torcedores já foram retirados das instalações do Clube pela intervenção da segurança, com o apoio da Polícia Militar. Não foram registrados atos de violência nem danos ao patrimônio de São Januário.

O Vasco lamenta o incidente. A administração sempre esteve aberta ao diálogo com todos os públicos relativos ao Clube, inclusive as torcidas organizadas, as quais foram recebidas diversas vezes para reuniões, tanto em São Januário quanto no CT Moacyr Barbosa.

O Vasco da Gama vai tomar as providências cabíveis para que cenas lamentáveis como essas não se repitam."

Lance!
Publicidade
Publicidade