PUBLICIDADE

Surfe

Filipe Toledo explica decisão de abandonar Circuito Mundial de surfe: 'Mereço me cuidar'

Felipe Toledo abandonou circuito mundial de surfe a poucos meses das Olimpíadas de Paris, que será realizada em julho

5 mai 2024 - 12h24
(atualizado às 12h24)
Compartilhar
Exibir comentários
Filipe Toledo, bicampeão mundial de surfe, disputará Jogos Olímpicos de Paris
Filipe Toledo, bicampeão mundial de surfe, disputará Jogos Olímpicos de Paris
Foto: Beatriz Ryder/World Surf League / Esporte News Mundo

Experiente, bicampeão mundial de surfe e classificado para as Olimpíadas de Paris, Filipe Toledo tomou uma aititude inusitada na temporada. Em fevereiro, alegou querer cuidar da saúde mental, decidiu abandonar o circuito mundial e a chance do tri. Em entrevista ao "Globo", o surfista ressaltou essa ideia e pontuou a família como fator preponderante.

- Cara, na verdade eu não cheguei a ter depressão. Mas 2019 e 2020 foram os dois piores anos que eu tive como profissional. E aí eu consegui me reerguer, ter aquela chama e voltei. Foi preciso para poder surfar, fazer o que sei, que é competir, entregar meu melhor, me sacrificar pelo surfe. Mas este ano coloquei a mão na consciência. Estou fazendo isso há 11 anos, tenho dois títulos mundiais. E tenho uma família, meus filhos, minha esposa e meus pais. Então, por que não parar? - explicou antes de complementar.

- Foi uma decisão antes que começasse algo pior. Eu mereço. Depois de tudo que eu já conquistei, passei, mereço esse tempo, mereço me cuidar, ser feliz. O surfe acabar tirando isso da gente. Sai a essência do surfe tranquilo, relaxado e divertido, entram as obrigações, horários, tem que fazer tudo certinho. Foi a oportunidade de ter um break, recarregar e voltar mais forte - disse.

WSL apoiou Filipe Toledo

A WSL também se pronunciou, na época, sobre a desistência de Filipe dando apoio ao surfista. A organização do circuito garantiu que o atleta já tem sua vaga garantida na elite de 2025 pelo "wildcard".

- Nós apoiamos a decisão do Filipe de priorizar sua saúde mental e física no momento que ele dá um passo para trás. Esperamos que isso dê a ele o espaço que ele precisa para se recuperar e esperamos vê-lo de volta entre os melhores em 2025 - disse Jessi Miley-Dyer, chefe esportiva da WSL.

Enquanto isso, Filipe Toledo deseja um bom ano de competições para os colegas de circuito e afirmou que torce para que o favoritismo brasileiro na WSL permaneça.

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Publicidade