PUBLICIDADE
Logo do

São Paulo

Meu time

Ex-companheiro de Miranda, Ceni nunca dirigiu atletas do atual elenco em jogos

14 out 2021 07h35
| atualizado às 07h35
ver comentários
Publicidade

O São Paulo agiu rápido e anunciou Rogério Ceni como substituto de Hernán Crespo, horas depois da demissão do argentino. O novo treinador do Tricolor tem o desafio de conhecer rapidamente o seu elenco no dia a dia, já que não comandou nenhum jogador do atual grupo em uma partida na sua primeira passagem pelo clube.

Ceni foi o técnico do São Paulo no início da temporada de 2017, permanecendo no posto até julho daquele ano. O ex-goleiro esteve à beira do campo em 35 partidas da equipe, tendo vencido 14 jogos, empatado 11 e perdido outros dez.

Reinaldo, que foi contratado no meio de 2013, é o jogador que está há mais tempo no Tricolor. No entanto, o lateral passou a temporada de 2017 emprestado à Chapecoense e, portanto, não foi comandado por Ceni.

Arboleda foi anunciado pelo São Paulo na semana anterior à demissão de Ceni, que chegou a comandar treinos com a presença do zagueiro. No entanto, na estreia do equatoriano pelo clube do Morumbi, o auxiliar técnico Pintado comandou interinamente a equipe.

Enquanto goleiro, Ceni foi companheiro de Miranda no Tricolor entre 2006 e 2011, período no qual o zagueiro defendeu o clube em sua primeira passagem. A dupla conquistou o tricampeonato Brasileiro, nas edições de 2006, 2007 e 2008.

Como já foi regularizado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF, Ceni fará sua estreia como treinador do São Paulo logo nesta quinta-feira, contra o Ceará, às 19h, no Morumbi.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade