10 eventos ao vivo
Logo do São Paulo
Foto: Marcos Bezerra / Futura Press

São Paulo

Aguirre exalta elenco do São Paulo: "Fizeram uma grande história"

9 jun 2018
19h18
atualizado às 19h18
  • separator
  • comentários

O técnico Diego Aguirre deixou a Arena da Baixada bastante satisfeito com a atuação do São Paulo na histórica vitória por 1 a 0 sobre o Atlético-PR, em duelo que abriu a 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o triunfo, além de ter retornado ao G4 da competição, o Tricolor pôs fim ao tabu de jamais ter vencido na Arena da Baixada, onde havia perdido 13 vezes e empatado outras cinco desde a inauguração do estádio, em 1999.

"Estou feliz porque o São Paulo ganhou fora de casa. Não presto muita atenção nas estatísticas ou na história, mas é verdade que muitos craques que vestiram a camisa do São Paulo não conseguiram ganhar aqui. Então, quero exaltar os jogadores que estiveram em campo, porque fizeram uma grande história, um grande jogo", celebrou o treinador.

Com o triunfo, obtido graças a gol de pênalti de Nenê, o Tricolor chegou aos 20 pontos e assumiu provisoriamente a vice-liderança do torneio nacional. Mas, de acordo com Aguirre, não há uma meta de pontos estipulada a ser atingida antes da pausa para a Copa do Mundo.

"Não faço um planejamento de pontos. Tento pensar somente no jogo seguinte. Ganhar em casa é mais do que uma obrigação, mas tivemos empates no Morumbi, então tivemos a obrigação de somar pontos fora, como foi contra o América-MG e Atlético-PR. O time mostrou personalidade e organização tática, que foi a base da vitória", parabenizou.

Nesta tarde, uruguaio surpreendeu novamente ao escalar Araruna entre os titulares. De acordo com o uruguaio, o jovem meio-campista cumpriu uma função importante na estratégia tricolor para surpreender os paranaenses.

"Fico feliz por ele. Sei que talvez não agrade a todos, que não gostam muito dele, mas fez um jogo perfeito. Cumpriu uma função importante. Talvez não se destaque na hora de concluir o jogo, mas ajudou muito. É bom dar oportunidade aos meninos e aos jogadores que estão trabalhando por uma chance", avaliou, admitindo ter se aproveitado do momento de instabilidade do rival, que ocupa a zona de rebaixamento.

"Prefiro jogar contra um time pressionado. Por um lado, tem uma dificuldade, mas com o passar dos minutos o time sente a pressão e comete erros, o que aconteceu", disse, referindo-se à saída de bola errada que culminou no pênalti sofrido por Everton e convertido por Nenê. "A torcida joga contra o próprio time", concluiu.

Antes de sair para a 'intertemporada', portanto, o São Paulo enfrentará o Vitória, na próxima terça-feira, às 21h30 (de Brasília), no Morumbi. A preparação para este último compromisso antes do Mundial da Rússia começará na manhã deste domingo, no CT da Barra Funda.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade