0

Presidente do Santos diz estar "fechado com Sampaoli" e prevê reação no domingo

27 set 2019
13h58
atualizado às 13h58
  • separator
  • 0
  • comentários

O presidente do Santos, José Carlos Peres, não cogita demitir o técnico Jorge Sampaoli após apenas uma vitória em oito jogos no Campeonato Brasileiro.

Presidente do Santos apoia Jorge Sampaoli e nega crise (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)
Presidente do Santos apoia Jorge Sampaoli e nega crise (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)
Foto: Gazeta Esportiva

Peres entende a dificuldade da competição, nega qualquer tipo de crise e prega apoio para comissão técnica e elenco.

"Sampaoli foi contratado de forma planejada e com tempo para adaptação. A diretoria sabe que o Campeonato Brasileiro é muito equilibrado e disputado, basta ver a tabela. O time precisa de apoio e não esta necessidade de alguns de criar crise. Estamos fechados com a comissão técnica e o elenco. Obviamente que o momento é de união e comprometimento de todos. Agenda positiva, mesmo diante dos resultados inesperados: o Santos continua entre os primeiros colocados. Vamos para a terceira rodada do segundo turno e certamente haverá muitos altos e baixos de todas as equipes que disputam esta que consideramos a mais difícil entre todas", disse o presidente, à Gazeta Esportiva.

"Pedimos ao torcedor para apoiar o time com fé, pois a reação certamente virá neste domingo. Não há outra opção, a não ser por aqueles que semeiam a semente da discórdia e aguardam dar errado para saírem da toca. Nosso clube, até pela sua história, sabe que para nós tudo é difícil. Então vamos à luta. No próximo domingo será o dia do nosso retorno à trilha da vitória", completou Peres.

O Santos enfrentará o CSA no domingo, às 16h (de Brasília), na Vila Belmiro, pela 22ª rodada do Brasileirão. O Peixe é o atual terceiro colocado, a sete pontos do Palmeiras e com 10 de distância para o líder Flamengo.

Paulo Autuori concorda com o presidente e quer a permanência de Sampaoli não para agora, mas também para as próximas temporadas. O diretor de futebol conversará com o treinador nesta sexta-feira para, mais do que cobrar resultados melhores, mostrar respaldo. O atual contrato termina em dezembro de 2020.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade