PUBLICIDADE
Logo do

Santos

Meu time

Ônibus do Santos é apedrejado após permanência na Série A-1

Resultado positivo sobre o São Bento livra clube alvinegro do rebaixamento

9 mai 2021 23h42
| atualizado em 10/5/2021 às 07h41
ver comentários
Publicidade

O ônibus que conduzia a delegação do Santos, após vitória por 2 a 0 sobre o São Bento, pelo Campeonato Paulista Sicredi 2021, foi alvo de apedrejamento por parte de torcedores neste domingo. O triunfo na Vila Belmiro garantiu a equipe santista na Série A-1 do Estadual. No entanto, a má campanha é motivo de diversas críticas. O veículo foi atacado por vândalos quando fazia seu caminho de volta ao CT Rei Pelé. Não há registro de feridos, e os vidros não se quebraram.

Torcida do Santos protesta pela má campanha do time na temporada
Torcida do Santos protesta pela má campanha do time na temporada
Foto: Jota Erre/Photo Premium / Gazeta Press

Antes da partida, santistas se reuniram na saída do centro de treinamento e mandaram suas energias positivas para os jogadores que tinham a missão de evitar o rebaixamento da equipe à Série A-2. O Santos termina o Paulistão em terceiro lugar no Grupo D, com 13 pontos, apenas um a menos que o classificado Guarani. Na classificação geral, terminou na 13ª posição, à frente apenas do Botafogo de Ribeirão Preto e dos rebaixados São Bento e São Caetano.

Na próxima terça-feira, o Santos tem compromisso pela Copa Libertadores. O duelo com o Boca Juniors, em casa, é decisivo para o futuro da equipe na competição. Em três jogos disputados até aqui, o clube alvinegro somou apenas três pontos, conquistados na última semana, em goleada sobre o boliviano The Strongest, por 5 a 0.

Se vencer, o Santos ultrapassará o rival xeneize e ficará com a segunda colocação do Grupo C. No entanto, o caminho não será nada fácil na sequência. Os últimos dois jogos da fase de grupos são fora de casa. Um deles na altitude de La Paz, na Bolívia, e o derradeiro em Guayaquil, no Equador, diante do Barcelona. Os torcedores que atacaram o ônibus fizeram cobranças pela vitória na próxima partida, cantando frases como "Se terça-feira não ganhar o pau vai quebrar".

O duelo com o Boca Juniors também marcará o início do trabalho de Fernando Diniz no comando técnico. Após a saída do argentino Ariel Holan, o Santos procurou diversos nomes no mercado, mas acabou fechando com o ex-treinador do São Paulo. Atual vice-campeão da Libertadores, a equipe santistas não dá indícios de que poderá fazer campanha semelhante na atual temporada e gera preocupações com seu desempenho no próximo Campeonato Brasileiro, que começa no fim deste mês.

Estadão
Publicidade
Publicidade