7 eventos ao vivo
Logo do Santos
Foto: terra

Santos

Em dia de chance com Cuca, mãe de Kaio Jorge diz que Santos não negocia renovação desde abril

14 set 2018
19h10
  • separator
  • comentários

O torcedor do Santos ficou feliz e triste com a notícia do primeiro treino de Kaio Jorge, atacante destaque da equipe sub-17, com o elenco profissional nesta sexta-feira, no CT Rei Pelé.

Primeiro porque a atividade não foi em campo. O técnico Cuca deu a entender que sim em entrevista coletiva, mas o jovem de 16 anos fez apenas fisioterapia nas dependências do centro de treinamento.

"E hoje está o Kaio Jorge. Vocês não viram (treino fechado), mas já tinha saído e treinado, está se ambientando. São jogadores (ele e Marcos Leonardo) que daqui a pouco poderão entrar, estar no banco, e treino não seria mais novidade", disse o treinador.

E o segundo motivo é o imbróglio pela renovação do contrato do artilheiro nas categorias de base. Kaio Jorge poderia assinar o primeiro contrato profissional desde o dia 24 de janeiro, quando fez 16 anos. De acordo com a mãe do atleta, porém, não há negociação desde abril. O acordo de formação vale até 31 de janeiro de 2020.

"Não sei onde eles querem chegar com isso, agora cortar da seleção brasileira eles sabem fazer direito. Colocam desculpa esfarrapada dizendo que o menino tirou nota baixa na escola como se fosse motivo. Se fosse assim, não teria ido outras vezes. Sempre tem uma ou outra nota baixa, normal para um garoto que viaja o ano todo. Eles estão perdidos, querem mexer com o psicológico do meu filho e não vão. Podem esperar que ele será cortado da próxima convocação da seleção de novo se não renovar o contrato. É lamentável. Um clube dessa grandeza passando por isso. Não nos procuram desde abril, vai fazer seis meses", disse a mãe, Atenas Karina, à Gazeta Esportiva. 

Enquanto a reportagem conversava com Atenas, Marco Maturana, gerente das categorias de base do Santos, ligou e não foi atendido.

"Não atendi e nem vou. Porque ele tem que ligar para o empresário (Giuliano Bertolucci) e não para mim. Eu não resolvo nada sem ele do meu lado", completou.

Após conversar com a mãe, a Gazeta ouviu o gerente e ele tranquilizou o torcedor do Santos: "A situação está controlada. Vamos renovar. Não podemos perder o Kaio", resumiu.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade