0

Na Quebrada é golaço da Globo porque mostra “nova” periferia

No Globo Esporte, Denise Thomaz Bastos, a repórter que veio da quebrada, mostra a periferia além da violência

1 fev 2020
13h41
  • separator
  • 0
  • comentários

 

Capão Redondo. Se você não é fã do Mano Brown e dos Racionais, só ouve falar do bairro da zona Sul de São Paulo quando ocorre alguma chacina por lá, como a que infelizmente ocorreu na semana passada. Antes do rap, aliás, o local era sinônimo de violência.

Denise Thomaz Bastos criou o Na Quebrada, quadro do Globo Esporte
Denise Thomaz Bastos criou o Na Quebrada, quadro do Globo Esporte
Foto: Reprodução Twitter



Os cidadãos quase invisíveis e sem nomes do Capão e de outros bairros da periferia de São Paulo ganharam desde o fim de 2018 um quadro no Globo Esporte.

O “Na Quebrada” foi idealizado pela produtora, que hoje é repórter, Denise Thomaz Bastos. Com uma história de luta e superação, ela começou na emissora como Jovem Cidadã e sabe o valor de receber uma oportunidade, porque também veio da quebrada.

No último episódio, exibido na terça-feira, o quadro mostrou um projeto de yoga no Capão Redondo, que começou em uma laje e que por causa da grande procura foi transferido para um local maior. Com o tempo, um projeto de futebol para crianças permitiu que as mães pudessem cuidar da mente e do corpo sem se preocupar com os filhos.

O Na Quebrada mostra a importância do esporte para melhorar a auto-estima e de como projetos sociais podem ajudar a diminuir a violência e trazer uma janela de esperança para quem não tem opções de lazer. É um golaço que pode ser visto mensalmente no Globo Esporte. Pode parecer muito pouco diante de tantos problemas, mas é um colírio para os olhos nos tempos atuais.

 

Veja também:

Paradinha Esportiva Paradinha Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade