PUBLICIDADE
Logo do

Palmeiras

Meu time

STJD denuncia trio palmeirense expulso contra o Atlético-MG

Técnico Abel Ferreira e o auxiliar João Martins podem pegar até seis jogos de suspensão; Patrick de Paula também será julgado pelo tribunal

10 set 2021 19h01
| atualizado às 20h49
ver comentários
Publicidade

O volante Patrick de Paula, o treinador Abel Ferreira e seu o auxiliar João Martins foram denunciados e serão julgados no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pelas expulsões na derrota do Palmeiras para o Atlético-MG, por 2 a 0, no Mineirão, no dia 14 de agosto, pela 16ª rodada do Camnpeonato Brasileiro. A sessão ocorrerá na próxima quarta-feira, às 10h (horário de Brasília), e o trio corre o risco de sofrer punições. Os membros da comissão técnica, se condenados, podem pegar de um a seis jogos de suspensão.

Abel Ferreira será julgado por expulsão contra o Atlético-MG (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)
Abel Ferreira será julgado por expulsão contra o Atlético-MG (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)
Foto: Lance!

Na ocasião, Patrick de Paula recebeu o segundo cartão amarelo naquele jogo, e consequentemente o vermelho, após uma falta considerada polêmica e o fato gerou a revolta da torcida alviverde e da comissão técnica palmeirense.

Na sequência, Abel Ferreira também foi punido com um segundo amarelo e o cartão vermelho ao reclamar muito da decisão do árbitro Bruno Arleu de Araújo, alegando que o volante havia escorregado antes de atingir o jogador atleticano Jair no lance que causou a expulsão do atleta palmeirense. 

No final do primeiro tempo daquele duelo, João Martins também acabou sendo expulso pelo juiz por motivo de reclamação. E as expulsões do treinador e do auxiliar revoltaram o Palmeiras e Abel também pelo fato de que o próprio árbitro admitiu, na súmula do confronto, que não conseguindo entender as palavras proferidas pelo comandante português e seu compatriota nas reclamações contra o juiz.

A Procuradoria do STJD enquadrou Patrick de Paula no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), por conduta contrária à disciplina. Abel Ferreira e João Martins também foram denunciados pelo artigo 258, que fala em "desrespeitar os membros da equipe de arbitragem, ou reclamar desrespeitosamente contra suas decisões".

 

Lance!
Publicidade
Publicidade