2 eventos ao vivo

Palmeiras vence Fluminense e pode ser campeão no domingo

Time líder do Brasileiro completa um turno inteiro invicto e espera combinação de resultados para confirmar título no fim de semana

14 nov 2018
23h47
atualizado às 23h50
  • separator
  • 0
  • comentários

A conquista do decacampeonato é cada vez uma mera questão matemática para o Palmeiras. O líder do Campeonato Brasileiro bateu nesta quarta-feira o Fluminense, por 3 a 0, em um gramado ruim no Allianz Parque e com uma série de feitos a comemorar. O time completou um turno inteiro sem perder (19 rodadas), disparou ainda mais na primeira posição e pode ser campeão no domingo.

A marca atingida de 70 pontos é bastante expressiva para o Palmeiras, independentemente da situação dos concorrentes diretos. Com uma vitória a mais nos quatro jogos restantes no Brasileiro, a equipe soma 73. Em toda a história dos pontos corridos este número foi suficiente para se sagrar campeão, pois jamais um vice-campeão fez mais de 72 pontos.

A briga pode se encerrar já no próximo domingo. Se nas duas próximas rodadas o Inter e o Flamengo não vencerem nenhum dos seus compromissos, bastará ao Palmeiras bater o lanterna e já rebaixado Paraná. A partida será em Londrina, onde o clube alviverde tem bastante torcida. Se não perder, o time do Felipão chegará ao recorde de 20 partidas seguidas de invencibilidade no Brasileiro.

Borja comemora gol do Palmeiras com os companheiros
Borja comemora gol do Palmeiras com os companheiros
Foto: Alex Silva / Estadão Conteúdo

O Palmeiras em contagem regressiva para o título mostrou uma virtude muito importante para quem está nessa posição: a paciência. A equipe encontrou no primeiro tempo dificuldades para superar a marcação do Fluminense. Mesmo assim, não se desesperou e mostrou confiança em insistir, criar chances e aguardar a hora de as investidas finalmente darem certo.

O gramado estava com manchas amarelas e aspecto ruim. Maltratado pelo show de sábado e pela troca recente, o piso levou a partida ter mais lançamentos do que troca de passes. O jogo ficou mais lento. O nível técnico caiu.

O obstáculo dificultou os avanços do Palmeiras. Apesar do domínio, a equipe não forçou o ritmo e chegou ao gol aos 40 minutos. Em uma boa chegada pela esquerda, o cruzamento de Diogo Barbosa sobrou para Borja completar.

Willian em Palmeiras x Fluminense
Willian em Palmeiras x Fluminense
Foto: Peter Leone / Futura Press / Estadão Conteúdo

A vantagem de 1 a 0 deu ao Palmeiras o conforto de continuar a administrar a vantagem. O segundo tempo teve o Fluminense mais avançado em campo. Do lado alviverde, quem tentava acelerar o ritmo de jogo e fazer algo diferente era Dudu. O atacante voltava para buscar a bola na defesa e arriscava jogadas individuais.

O jogo controlado não estava definido. E quem parecia mais disposto nessa missão era Dudu. O atacante puxou contra-ataque aos 30 minutos e serviu para Gustavo Scarpa quase marcar. O goleiro Júlio César evitou que o ex-jogador do Fluminense marcasse diante do clube contra quem tanto brigou na Justiça.

Nos minutos finais Felipão tirou Lucas Lima e colocou Felipe Melo para tentar segurar o jogo. Mas acabou por definir o resultado. O volante arrematou de primeira a sobra de um cruzamento. Acertou no ângulo e fez um golaço, aos 37 minutos do segundo tempo. Ainda teve tempo para o zagueiro Luan, de cabeça, anotar o terceiro aos 44 minutos do segundo tempo.

Dudu foge da marcação
Dudu foge da marcação
Foto: Jales Valquer / Framephoto / Estadão Conteúdo

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 3X0 FLUMINENSE

PALMEIRAS: Weverton; Mayke (Jean), Luan, Gómez e Diogo Barbosa; Thiago Santos, Bruno Henrique Lucas Lima (Felipe Melo); Willian (Scarpa), Dudu e Borja. Técnico: Luiz Felipe Scolari

FLUMINENSE: Júlio César; Igor Julião, Paulo Ricardo, Digão e Ayrton Lucas; Jadson, Richard e Sornoza; Junior Dutra (Kayke), Luciano (Marcos Junior) e Cabezas (Everaldo). Técnico: Marcelo Oliveira.

Gols: Borja, aos 40 minutos do primeiro tempo. Felipe Melo, aos 37, e Luan, aos 44 minutos do segundo tempo.

Árbitro: Bráulio Machado

Cartões amarelos: Paulo Ricardo, Borja, Richard, Jadson, Diogo Barbosa, Thiago Santos, Lucas Lima, Digão, Kayke, Luan, Scarpa

Cartão vermelho: Jadson

Renda: R$ 2.480.931,96

Público: 37.430 torcedores

Local: Allianz Parque, em São Paulo

Veja também:

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade