0

Felipe Melo prepara filho de 16 anos como sucessor no futebol: 'Tem potencial'

Linyker Melo é lateral da base do Palmeiras e tem recebido conselhos do pai para crescer na carreira

30 mai 2020
16h11
atualizado às 16h11
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O zagueiro e volante Felipe Melo, do Palmeiras, sonha em ter nos próximos anos o filho mais velho como jogador do clube. Linyker Melo, de 16 anos, é lateral-direito das categorias de base do clube e tem vivido cada vez mais perto do pai para treinar junto durante a quarentena, acompanhar jogos pela televisão e receber conselhos sobre o que deve fazer para crescer na carreira.

Filho do primeiro casamento do jogador, Linyker morou até o ano passado com a mãe em Volta Redonda (RJ), onde jogava na base do time local. No início de 2020 ele se mudou para São Paulo, onde mora com o pai e mais três irmãos, e foi fazer um teste no Palmeiras. O elenco sub-17 do clube aprovou Linyker e desde então o garoto segue mais de perto os passos de Felipe.

Felipe Melo com o filho Linyker, jogador das categorias de base do Palmeiras
Felipe Melo com o filho Linyker, jogador das categorias de base do Palmeiras
Foto: Reprodução/Instagram / Estadão

Em entrevista ao Estadão, o capitão do Palmeiras afirma que o jovem lateral-direito tem boas chances de se tornar um bom jogador. "Ele tem uma força física muito grande. Eu vejo nele um potencial muito grande. Acho que precisa apurar a técnica, mas fisicamente a gente até brinca e chama ele de 'cavalo'. É como um trator, passa por cima. Pode se tornar um grande profissional", disse o capitão do Palmeiras.

Felipe e Linyker têm até treinado juntos durante a quarentena. Pai e filho estão na casa de praia da família em Paraty (RJ), onde cumprem isolamento social e fazem uma rotina de treinos preparada pelo clube. A dupla realiza atividades físicas, joga um futebol no jardim da casa e debate sobre tática enquanto acompanha pela televisão os jogos do Campeonato Alemão.

"É um garoto focado. Ele tem um exemplo dentro de casa e acaba seguindo", disse Felipe. "Eu vejo nele um esforço muito grande. Ele tá aqui, em Paraty, e está aproveitando que está com o pai. Tudo o que a gente faz pelo time profissional nos treinos, ele faz também. É o foco dele", acrescentou. Aos 36 anos e com quase 20 anos de carreira como profissional, o capitão do Palmeiras também procura orientar o garoto e tirar um pouco da expectativa existente sobre ele.

Foco no objetivo!#avantipalestra

Uma publicação compartilhada por Linyk3r (@linykermelo) em

"A pressão por si só já existe, ao natural. A cobrança dele mesmo é uma pressão grande. Não tem como você fugir de ser filho de um atleta profissional com uma história dentro do futebol. Por si só já tem uma cobrança", admite Felipe, que garante ser bastante observador ao comportamento de Linyker dentro de campo. "Eu sou realista. Sou um cara que quando vê um treino, vê algum defeito, alguma situação em que posso ajudar. Se precisa melhorar na parte defensiva, se precisa chegar mais à linha de fundo, coisas de pai que quer que o filho evolua", contou.

Felipe afirma que vê em Linyker alguns traços em comum com a sua personalidade, como o estilo competitivo e até o estilo na comemoração de gols. Em dezembro de 2019 pai e filho puderam jogar juntos no Maracanã em uma partida beneficente organizada pelo ex-meia Zico. O garoto Linyker fez um gol e ao celebrar, fez a coreografia de pitbull, a mesma utilizada pelo pai em alguns jogos do Palmeiras.

O jogador de 36 anos riu ao lembrar da cena da comemoração e diz que depois de tantos anos no futebol, um dos grandes sonhos é ver mais alguém com o sobrenome Melo em ação pelos gramados. "Prefiro pensar nos objetivos passo a passo. O primeiro deles é ajudar o Linyker a se tornar profissional. Se isso se concretizar, já será a realização de um grande sonho", comentou.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade