0

Oeste segura pressão do Operário fora de casa e se aproxima do G4 da Série B

12 mai 2019
00h40
  • separator
  • 0
  • comentários

Foi difícil, mas o Oeste conseguiu manter a invencibilidade na Série B do Campeonato Brasileiro na noite deste sábado ao arrancar um empate sem gols diante do Operário, no estádio Germano Krüger, Ponta Grossa (PR), pela terceira rodada da competição.

Com o resultado obtido fora de casa, o Oeste chegou aos cinco pontos e está na quinta colocação, logo abaixo do G4, a zona de acesso à elite nacional, hoje fechada pelo Londrina, que tem sete pontos e na abertura desta terceira rodada empatou por 0 a 0 com o Coritiba, quinta-feira, na capital paranaense.

E o Oeste continua sendo seguido de perto pelo Operário, que é o oitavo colocado, com quatro pontos. O time paranaense, porém, amargou o segundo jogo seguido sem vitória no torneio nacional.

O primeiro tempo da partida em Ponta Grossa foi bastante concentrado no meio-campo e sem muitos lances de perigo. Na melhor oportunidade dos donos da casa, Marcelo dominou e finalizou rasteiro para defesa de Matheus Cavichioli. A resposta do Oeste veio em chute de Elvis por cima do travessão.

Empurrado pelos quase cinco mil torcedores, o Operário voltou ligado do intervalo e dominou o segundo tempo, exigindo bastante de Matheus Cavichioli, principalmente em chutes de fora da área. O lance mais perigoso veio em cabeçada de Felipe Augusto, que passou raspando o travessão. O Oeste apostou no contra-ataque, mas pouco assustou.

Na sexta-feira, o Operário vai até Campinas enfrentar a Ponte Preta, às 21h30, no estádio Moisés Lucarelli. Já o Oeste volta a campo na terça, contra o Cuiabá, às 19h15, na Arena Barueri, em Barueri. Os jogos são válidos pela quarta rodada.

FICHA TÉCNICA

OPERÁRIO-PR 0 X 0 OESTE

OPERÁRIO - Simão; Danilo Baia, Alisson, Juan Sosa (Rafael Chorão) e Peixoto; Chicão, Índio (Revson) e Marcelo; Uilliam (Jean Carlo), Felipe Augusto e Bruno Batata. Técnico: Gerson Gusmão.

OESTE - Matheus Cavichioli; Bonilha, Kanu, Maracás e Alyson; Betinho, Lídio e Elvis (Léo Ceará); Roberto (Fábio), Bruno Paraíba (Bruno Lopes) e Mazinho. Técnico: Renan Freitas.

ÁRBITRO - Paulo Henrique de Melo Salmazio (MS).

CARTÕES AMARELOS - Alyson, Maracás e Betinho (Oeste).

RENDA - R$ 50.805,00.

PÚBLICO - 4.487 pagantes.

LOCAL - Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa (PR).

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade