PUBLICIDADE

MotoGP confirma rumores e cancela GP da Tailândia. Substituto ainda é considerado

Restrições relacionadas à pandemia de Covid-19 causaram o cancelamento da corrida prevista para 17 de outubro no circuito de Buriram. MotoGP ainda avalia a substituição da corrida

21 jul 2021 06h44
| atualizado às 06h53
ver comentários
Publicidade
GP da Tailândia vai ficar de fora do calendário mais uma vez
GP da Tailândia vai ficar de fora do calendário mais uma vez
Foto: Divulgação / Grande Prêmio

KTM ACHA RUMO NO CAMINHO E CRESCE COM NOVO CHASSI NA MOTOGP | GP ÀS 10

Dias após os rumores surgirem na imprensa local, a MotoGP anunciou nesta quarta-feira (21) o cancelamento do GP da Tailândia de 2021. A prova em Buriram estava prevista para 17 de outubro e ainda não tem uma substituta.

O cancelamento do GP tailandês é mais um reflexo da pandemia do novo Coronavírus. De acordo com dados da OMS (Organização Mundial da Saúde), a Tailândia soma 426.475 casos de Covid-19, 11.305 nas últimas 24h. Além disso, são 3.502 mortes, 80 no último dia.

O GP da Tailândia foi cancelado por causa da pandemia (Foto: Reprodução)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Segundo o Our World in Data, a Tailândia já aplicou 14,5 milhões de doses de vacina, mas apenas 5% da população está totalmente vacinada.

De acordo com a imprensa tailandesa, os organizadores do GP consideravam que não era economicamente viável realizar a corrida sem a presença de espectadores. O corrida em Buriram é um dos maiores públicos da MotoGP.

"A FIM (Federação Internacional de Motociclismo), a IRTA (Associação Internacional das Equipes de Corrida) e a Dorna Sports lamentam anunciar o cancelamento do GP da Tailândia, que estava marcado para acontecer no Circuito Internacional de Chang entre 15 e 17 de outubro. Apesar dos melhores esforços de todas as partes envolvidas, a pandemia de Covid-19 em curso e as restrições resultantes obrigaram o cancelamento do evento", disse a MotoGP em nota. "O Mundial de MotoGP está ansioso para voltar a correr diante da incrivelmente passional multidão de Buriram em 2022", seguiu.

"Um evento substituto está sedo considerado e qualquer atuação em relação a um possível substituto será publicada o mais cedo possível", completou.

Esta não é a primeira alteração no calendário da MotoGP em função da pandemia. Os GPs do Japão e da Austrália já tinham sido cancelados anteriormente, também em função da pandemia. Agora, resta apenas o GP da Malásia na fase asiática do calendário, mas a prova em Sepang também é dúvida.

DUCATI DÁ SALTO COM MILLER E BAGNAIA, MAS PRECISA DE CONSISTÊNCIA | GP ÀS 10

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade