PUBLICIDADE

"Procurei fazer sempre o melhor", diz Mancini em despedida

Após demissão, treinador classificou o Corinthians como "clube acolhedor e humanizado"

17 mai 2021 09h38
| atualizado às 09h45
ver comentários
Publicidade

Demitido do Corinthians, após derrota por 2 a 0 para o Palmeiras, no último domingo (16), pela semifinal do Campeonato Paulista, na Neo Química Arena, o técnico Vagner Mancini se despediu do clube através de uma nota oficial.

Mancini trabalhou no Corinthians durante sete meses (Foto: Rodrigo Corsi/Paulistão)
Mancini trabalhou no Corinthians durante sete meses (Foto: Rodrigo Corsi/Paulistão)
Foto: Lance!

"Me despeço do Corinthians e da torcida com a certeza que procurei fazer sempre o melhor, pautado em valores que considero importantes para o futebol", disse o profissional em parte do texto.

O treinador nem concedeu entrevista coletiva ao fim do Dérbi. Em seu lugar, o presidente corintiano Duílio Monteiro Alves foi à Sala de Imprensa da Arena do Corinthians para comunicar o desligamento de Mancini.

Contratado em outubro do ano passado, com a missão de espantar o fantasma do rebaixamento que rondava o Parque São Jorge, Mancini cumpriu a missão com poucos jogos e chegou a flertar com uma classificação à Copa Libertadores deste ano, mas perdeu forças na reta final do Brasileirão e não teve êxito em promover o Corinthians a este torneio continental.

No entanto, o Corinthians disputou nesta temporada a Copa Sul-Americana, mas a campanha vexatória, com duas derrotas, um empate, apenas uma vitória e eliminação na fase de grupos com duas rodadas de antecedência, embora não tenha sido a gota d' água, pesou para o desligamento do técnico.

Ainda assim, o ex-comandante corintiano considera que a permanência do Alvinegro na Série A do Brasileiro e promoção de alguns jovens ao elenco profissional tenham sido legados deixado por ele no Parque São Jorge.

"Me sinto feliz por ter conseguido deixar como legado uma restruturação do elenco com vários jovens integrados e a manutenção do clube na série A, a elite do futebol brasileiro".

No total, Vagner Mancini dirigiu o Corinthians em 45 oportunidades, com 20 vitórias, 13 empates e 12 derrotas, um aproveitamento de 54%.

Confira a nota na íntegra:

"Foram 7 meses de trabalho e hoje mais um ciclo se fecha. Me despeço do Corinthians e da torcida com a certeza que procurei fazer sempre o melhor, pautado em valores que considero importantes para o futebol. Me sinto feliz por ter conseguido deixar como legado uma restruturação do elenco com vários jovens integrados e a manutenção do clube na série A, a elite do futebol brasileiro. Agradeço aos presidentes Andres e Duílio e demais dirigentes do clube pela oportunidade e confiança. Aos funcionários, o meu muito obrigado também. Um clube acolhedor e humanizado! Aos atletas, minha admiração e agradecimento pelo esforço e dedicação. Acredito no potencial deste grupo de desempenhar o futebol que a torcida quer ver e apreciar. Ao torcedor, obrigado pelo apoio, compreendo as críticas, até porque o futebol é movido também pela paixão e nisso o corintiano é imbatível".

Lance!
Publicidade
Publicidade