0

Uefa pune clubes da Sérvia e Bulgária por atos racistas de torcedores

Comitê da Uefa de Controle, Ética e Disciplina anunciou nesta segunda-feira punições ao Partizan Belgrado, da Sérvia, e ao Lokomotiv Plovdiv, da Bulgária

12 ago 2019
16h47
  • separator
  • 0
  • comentários

O Comitê de Controle, Ética e Disciplina da Uefa puniu, nesta segunda-feira, o Partizan Belgrado, da Sérvia, e o Lokomotiv Plovdiv, da Bulgária, por manifestações racistas em partidas das fases preliminares da Liga Europa.

Sede da Uefa em Nyon. Entidade faz campanha pelo 'Jogo Igual' (Foto: Eduardo Mendes)
Sede da Uefa em Nyon. Entidade faz campanha pelo 'Jogo Igual' (Foto: Eduardo Mendes)
Foto: Lance!

O Partizan Belgrado será obrigado a disputar duas partidas como mandante por competições europeias de portões fechados. Além do lamentável ato racista da torcida, o clube também foi punido por lançar objetos no gramado, uso de fogos de artifícios pelos torcedores.
Não é a primeira vez que a torcida do time sérvio se envolve em polêmicas racistas. Em 2017, o jogador brasileiro Everton Luiz escutou das arquibancadas imitações de macaco quando tocava na bola. O atleta havia vencido a Copa da Sérvia no ano anterior com o Partizan.

Para o Lokomotiv Plovdiv a pena foi menor. O clube búlgaro irá jogar com parte do estádio fechado no seu próximo compromisso como mandante. Além disso, o órgão gestor do futebol europeu determinou que, no setor fechado do estádio, o Lokomotiv Plovdiv exiba um banner da Uefa com o logotipo da entidade e a mensagem 'Jogo igual'.

Os jogos de volta desses confrontos, ambos com os times punidos como visitantes, serão disputados na próxima quinta-feira.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade