0

Temor de Ramon se confirma e Vasco sucumbe ao jogo aéreo do Botafogo

Após a vitória no clássico pelo Brasileiro, treinador do Cruz-Maltino alertou para o perigo das bolas alçadas na área pelo Alvinegro, vencedor do duelo de ida pela Copa do Brasil

18 set 2020
07h03
atualizado às 07h03
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O sinal de alerta para o perigo do Botafogo no jogo aéreo havia sido dado pelo técnico do Vasco, Ramon Menezes, no último domingo, mesmo após a vitória, por 3 a 2, no clássico entre os dois times pelo Brasileiro. E o temor do treinador se concretizou no duelo de ida da Copa do Brasil, na última quinta, quando o Cruz-Maltino foi derrotado, por 1 a 0, em um jogo equilibrado, de poucas chances com um gol de cabeça de Matheus Babi.

Vasco teve dificuldades com o jogo aéreo do Botafogo (Foto: Vítor Silva/Botafogo)
Vasco teve dificuldades com o jogo aéreo do Botafogo (Foto: Vítor Silva/Botafogo)
Foto: Lance!

A mudança de competição mudou também a postura das equipes. O fato dos jogos serem eliminatórios fez com que os jogadores entrassem em campo mais cautelosas, arriscando menos e criando pouco. O Vasco teve duas boas oportunidades com Cano e Marcos Júnior, mas o Alvinegro foi mais efetivo, justamente explorando os pontos fortes, a qualidade do passe e visão de jogo de Honda e a estatura e o faro de gols de Matheus Babi.

Do alto de seus 1,91m, o centroavante botafoguense superou sem dificuldades o zagueiro Miranda (1,83m) e o baixinho Pikachu (1,69m) e foi decisivo para o time de Paulo Autuori novamente.

- Mérito do Babi, que está se mostrando um ótimo jogador. Jogador de estatura boa, temos que ter atenção. Ele teve a felicidade de fazer o gol. Vi de onde nasceu, Gatito achou o Honda bem posicionado. Agora é levantar a cabeça, recuperar os atletas. O Botafogo tem muita força. Não só o Babi, mas ótimos jogadores - analisou Ramon.

O equilíbrio que deu o tom do duelo, no entanto, deixou o comandante do time de São Januário confiante na capacidade da equipe reverter o resultado negativo, jogando em casa, na próxima semana.

- Saímos muito chateados. A torcida está muito chateada e nós também. Temos mais 90 minutos para sonhar e continuar na Copa do Brasil. Agora é trabalhar, levantar a cabeça. Não faltou vontade de maneira alguma. Temos que melhorar mesmo na vitória. Voltar atenções ao Brasileiro, jogo importante pelo Brasileiro, quarta-feira, sim. Depois do Coritiba vamos pensar no Botafogo. Revertemos contra o Goiás, por que não podemos reverter contra o Botafogo? Grande adversário. Fizemos dois jogos contra eles, agora vai ser o terceiro - projetou o técnico cruz-maltino.

Antes de voltar a pensar no Botafogo, o Vasco tem um desafio fora de casa pelo Campeonato Brasileiro. O time de Ramon Menezes agora muda a chave e passa a pensar no Coritiba, adversário do próximo domingo. O Vasco viaja até a capital paranaense e entra em campo às 16h, no Couto Pereira, pela 11ª rodada. A comissão técnica ainda estuda a ideia de poupar parte do elenco.

Veja também:

Veja as principais revelações que saíram do CT do São Paulo
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade