1 evento ao vivo

Schmeichel defende punição a Neymar: 'Fingiu estar morrendo'

Dinamarquês criticou a atuação de Neymar contra o México devido a simulação de lesão. Ex-goleiro cobrou atitude da Fifa e uso do VAR

2 jul 2018
18h33
atualizado às 19h29
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Neymar voltou a ser o centro das atenções após a vitória do Brasil contra o México, pelas oitavas de final da Copa do Mundo. Não pelo gol marcado ou pela assistência na partida, mas pela simulação após levar um pisão de Miguel Layún, no segundo tempo. Um dos maiores críticos foi o ex-goleiro dinamarquês Peter Schmeichel, que considerou "lamentável" a atitude do brasileiro e cobrou atitudes da Fifa para uma possível punição.

Neymar sofre pisão desleal de Layun com a bola parada
Neymar sofre pisão desleal de Layun com a bola parada
Foto: REUTERS/David Gray / Reuters

"Meu Deus, Neymar até ganhou o prêmio de melhor jogador da partida, mas a Fifa tem de olhar para a maneira como ele se comportou nesse jogo. Não consigo achar outra maneira de descrever que não seja lamentável", disparou Schmeichel, antes de completar:

"Eu faço esse apelo à Fifa. Não é algo que a gente queira ver no futebol. Temos o VAR, temos de ser poupados dessas simulações. Ele atrai tanta atenção, e todas as crianças vão ver. Não é bom, não é o que queremos no futebol", comentou Schmeichel à emissora russa RT Sport.

O lance aconteceu após a bola sair pela linha lateral e Layun, de maneira proposital, pisou no tornozelo de Neymar, que se contorceu de maneira exagerada pedindo um cartão. Após consultar o VAR, o árbitro Gianluca Rocchi decidiu por não punir o atleta mexicano. Schmeichel considerou "irritante" a forma do brasileiro portar em campo e comparou as atitudes de Messi e Cristiano Ronaldo para criticá-lo.

"É muito irritante de assistir. A maneira com que ele tenta forçar cartões nos adversários. Parecia que ele estava morrendo. Fingiu estar morrendo. Pensei que ele seria colocado numa maca, então numa ambulância, e nunca mais o veríamos de novo."

"Você já viu (Cristiano) Ronaldo fazer isso? Ele aprendeu rapidamente quando era novo. Você vê Messi e Harry Kane fazendo isso? Gianni Infantino estava no estádio, eles têm de olhar para isso. É preciso que os árbitros deem uma advertência a ele na primeira vez que fizer isso, e depois o expulsem. Só assim ele vai aprender", completou.

Com a vitória, o Brasil avançou para as quartas de final da Copa do Mundo e irá enfrentar a Bélgica, na próxima sexta-feira, ás 15h, em Kazan. A Dinamarca, seleção do filho de Peter Schmeichel, foi eliminada nos pênaltis para a Croácia, pelas oitavas de final.

Veja também:

 

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade