4 eventos ao vivo

Sampaoli reclama de erros individuais e quer eficiência do time na hora de concluir jogadas ofensivas

O treinador alvinegro analisou a noite ruim do Atlético-MG na derrota para o Vasco

24 jan 2021
05h01
atualizado às 05h03
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A análise de Jorge Sampaoli da derrota do Atlético-MG para o Vasco por 3 a 2, em São Januário, se concentrou nos erros individuais que culminaram no revés do Galo.

A noite alvinegra teve pouca inspiração em campo e muitas falhas defensivas-(Bruno Cantini/Atlético-MG)
A noite alvinegra teve pouca inspiração em campo e muitas falhas defensivas-(Bruno Cantini/Atlético-MG)
Foto: Lance!

Para o treinador alvinegro pagou caro por excessos de falhas no setor defensivo, não segurando o ataque vascaíno, que conseguiu marcar 3 a 0 com certa facilidade, obrigando o time mineiro a buscar o empate, porém sem sucesso.

-Pagamos muito caro pelo erro não forçado. Lamentavelmente, controlamos o rival durante todo o tempo. Tivemos o erro de pênalti, e depois um erro não forçado da jogada de lado deles, e converteram. E tivemos que remar contra a maré. Um time jovem, perdendo de 1 a 0. Continuamos buscando, tentando. Mais uma jogada contra, na segunda chegada, fizeram 2 a 0. A equipe lutou, gerou chances, atacou, e lamentavelmente, encontraram outro gol em jogada isolada. Seguimos buscando, fizemos um gol, veio outro mais-disse o treinador, que comentou sobre o peso emocional na equipe pela derrota.

- O pênalti perdido psicologicamente afeta, e depois houve o gol deles. Favoreceu o jogo do Vasco, nas disputas, ações. Tivemos que sair, buscar mais. E, bem, não podíamos quebrar o volante para mudar a estrutura do jogo. Isso favoreceu a jogada defensiva de Vasco. Buscamos, dominamos todo o jogo, mas lamentavelmente, perdemos. Foi uma partida que, como se deu, tivemos todo o domínio e não conseguimos estabelecer o resultado-disse.

Por fim, o comandante cobrou mais eficácia na hora de concluir as jogadas, algo que, para Sampaoli, tem sido um dos "pecados" do Galo no campeonato.

- Eu vejo muita intensidade dos jogadores na área do rival, que fazem incomodar na finalização. Não creio que seja capricho e intensidade. É questão de contundência e claridade. Há que estar claro para definir jogadas e gerar em gol as chances que o time cria. Até agora, isso nos está custando bastante.

O alvinegro, quarto colocado com 54 pontos, vai tentar reduzir a distância para os ponteiros da competição na terça-feira, 26 de janeiro, às 20h, no Mineirão, contra o Santos, em semana de decisão na Libertadores da América.

Veja também:

Flamengo encostou no Palmeiras! Confira o ranking de maiores campeões nacionais do Brasil
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade