3 eventos ao vivo

Presidente do COI vê 'desafio gigantesco' a um ano dos Jogos

Organizadores celebraram marco em cerimônia no Estádio Olímpico transmitida ao vivo

23 jul 2020
16h59
atualizado às 17h13
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A um ano para a abertura da Olimpíada de Tóquio, o Comitê Organizador dos Jogos realizou uma transmissão diretamente do Estádio Olímpico para marcar a data, e lançou um vídeo com a participação da nadadora japonesa Rikako Ikee, de apenas 20 anos, que superou uma leucemia. O Presidente do Comitê Olímpico Internacional, Thomas Bach, não participou do evento, mas deixou uma mensagem em que reconheceu as dificuldades diante do adiamemento.

- Com apenas um ano pela frente, uma tarefa gigantesca ainda está à nossa frente. Estou profundamente impressionado e agradecido pelo extraordinário progresso já realizado nos preparativos desde a decisão conjunta de adiamento. Estamos trabalhando para otimizar as operações e serviços sem tocar em esportes e atletas. Dessa forma, podemos, juntamente com o Comitê Organizador, transformar esses Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 em uma celebração sem precedentes da unidade e solidariedade da humanidade, tornando-os um símbolo de resiliência e esperança. Mostrando que somos mais fortes juntos - afirmou Bach.

A jovem Rikako recebeu alta do hospital em dezembro de 2019 após 10 meses de tratamento. Seis vezes medalhista de ouro dos Jogos Asiáticos, ela retomou o treinamento em fevereiro deste ano e deu seu primeiro mergulho na piscina após 406 dias em 17 de março.

- Quando me pediram para participar, me perguntei se era a pessoa certa para esta ocasião. Eu não tinha certeza se conseguiria cumprir esse papel, mas, à medida que as discussões progrediam, percebi que talvez não tivesse uma chance dessas novamente, e estava muito animada por aceitar - disse a atleta.

COI lançou um vídeo de inspiração com a participação da nadadora japonesa Rikako Ikee (Foto: AFP)
COI lançou um vídeo de inspiração com a participação da nadadora japonesa Rikako Ikee (Foto: AFP)
Foto: Lance!

O evento não foi aberto ao público, para impedir a disseminação do novo coronavírus, mas pôde ser assistido em todo o mundo.

O presidente do Comitê Tóquio-2020, Yoshiro Mori, disse não imaginar como os atletas que estão no centro das atenções devem ter se sentido com o primeiro adiamento dos Jogos da história.

- Inspirado pelo farol de esperança que iluminou o Estádio Olímpico hoje, o Comitê Organizador fará todos os esforços para se preparar para os Jogos do próximo ano, garantindo que eles permaneçam em nossa memória para sempre como um símbolo de unidade e solidariedade, enquanto juntos trabalhamos para superar os desafios do COVID-19 - afirmou o dirigente.

O presidente do Comitê Paraolímpico Internacional, o brasileiro Andrew Parsons, disse que a data poderia parecer o Dia da Marmota, uma vez que o marco já havia celebrado há um ano, mas afirmou que os Jogos Paraolímpicos farão valer toda a espera.

- Eles serão uma celebração global do esforço humano, resiliência e esperança, e estou totalmente confiante de que o desempenho dos atletas do Pará entreterá o mundo e terá um profundo impacto na promoção da inclusão social no Japão e no mundo - declarou o brasileiro.

A produção, com mensagens de apoio a todos os atletas que esperam participar dos Jogos do próximo ano, foi apresentada na tela principal do Estádio Olímpico. O objetivo foi expressar a esperança dos organizadores de que os esportes poderão ser retomados, com o controle da pandemia do Covid-19.

O vídeo também expressou gratidão e respeito a todos os profissionais que prestam apoio médico e assistência social a quem necessita.

Veja também:

Editor do L! analisa os destaques e decepções do primeiro turno do Brasileiro
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade