PUBLICIDADE

Polêmico líder concede título de cidadão checheno a Salah

Título foi dado em jantar organizado pelo líder da Chechênia Ramzan Kadyrov, nesta sexta-feira. Envolvimento com o político é alvo de crítica, tendo em vista as ações de Kadyrov

23 jun 2018 10h22
| atualizado às 10h43
ver comentários
Publicidade

O polêmico político e líder da Chechênia Ramzan Kadyrov organizou um jantar de despedida, na última sexta-feira, para a seleção egípcia e anunciou que o craque Mohamed Salah é oficialmente um cidadão checheno. O político, durante a estadia do Egito em Grozny, se aproximou em outras vezes, com o intuito de atrelar sua imagem a seleção, o que causou controvérsias.

Ligação com político é alvo de críticas a seleção egípcia (Foto: Anne-Christine Poujoulat/AFP)
Ligação com político é alvo de críticas a seleção egípcia (Foto: Anne-Christine Poujoulat/AFP)
Foto: Lance!

- Mohamed Salah é um cidadão honorário da República da Chechênia. Esta noite eu assinei um decreto conferindo esse título ao grande jogador e membro da seleção egípcia e do Liverpool - escreveu o político em rede social

Kadyrov assumiu o poder da Chechênia em 2007, indicado por Putin. Desde então coleciona atitudes contra os direitos humanos, principalmente a comunidade LGBT, da qual persegue e é acusado de manter campos de detenção para torturar homossexuais, segundo a imprensa local. Além disso, é acusado de comandar uma milícia que persegue líderes separatistas, de impor o islã em sua política e de inúmeros casos de corrupção.

A seleção egípcia durante sua passagem em Grozny recebeu críticas por aliar a sua imagem a imagem do checheno, que se aproveita dos jogadores e do astro egípcio a seu favor. O líder, porém, em entrevista à BBC, disse que foi escolha do Egito ficar em Grozny. O próximo jogo do Egito é contra a Arábia Saudita, nesta segunda-feira, às 11h, em Volgogrado.

Lance!
Publicidade
Publicidade