PUBLICIDADE

O que disse Douglas Costa em sua apresentação oficial no Grêmio

Jogador que chega por empréstimo da Juventus concedeu tradicional entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira (26)

26 mai 2021 16h30
| atualizado às 16h36
ver comentários
Publicidade

Contratação de maior expectativa na temporada, Douglas Costa foi apresentado em caráter oficial na tarde dessa quarta-feira (26) no formato tradicional de entrevista coletiva onde também estavam presentes o presidente Romildo Bolzan e o vice, Marcos Herrmann.

Jogador volta ao clube depois de 12 anos (Lucas Uebel/Grêmio FBPA)
Jogador volta ao clube depois de 12 anos (Lucas Uebel/Grêmio FBPA)
Foto: Lance!

Como esperado, logo no início o jogador hoje com 30 anos de idade não poupou palavras para expressar o sentimento de felicidade em poder retornar a equipe que surgiu para o futebol profissional e da qual é torcedor confesso:

- Sensação incrível passar 12 anos fora. Eu sempre carreguei o Grêmio comigo. Volto ao clube que me projetou, que me deu tudo. Poder devolver tudo isso, é o que trabalho no dia a dia. Realizo mais um sonho na minha vida. O Grêmio sempre me quis e eu o Grêmio. Alinhamos tudo isso de uma maneira bem positiva. Muito feliz de estar aqui.

O sentimento de nostalgia chegou, inclusive, a tomar conta do atleta ao falar sobre a diferença de panorama que vive na sua carreira onde, se no princípio havia um forte tom de incerteza, agora a sensação é de muito contentamento por ser encarado como referência aos nomes também formados no Cristal.

- Quando comecei no Grêmio, era tudo sonho. Quando você volta, vê as portas estão escancaradas, faz um filme na cabeça. Todas caminhadas que fiz, pegar ônibus, ir para o Olímpico. Era tudo incerto. Ontem tive o primeiro contato com o pessoal. Tem muitos guris de qualidade, o Jean, Ferreira, Gui, rapaziada que tem um futuro absurdo e promissor. Vi o quanto eles estavam alegres em me verem ali, sair de onde eles saíram, chegar num patamar absurdo. E eles verem agora que é palpável, é um exemplo que está aqui a ser seguido. Um exemplo que somará muito - afirmou.

Questionado sobre o esforço no sentido financeiro para se adequar a realidade do futebol nacional, Douglas preferiu não dar ênfase no tema:

- Não fico mensurando perdas, acredito que aqui vou ganhar muito. Não estou abrindo mão. Estou conseguindo ter a criação dos meus filhos. O resto fica para trás, o que vivi na Europa. Agora é focar no Grêmio e chegar no ápice da minha forma física.

Por fim, Douglas Costa deu também um panorama mais específico de como está o seu condicionamento físico e em qual estágio está o tratamento da sua lesão na região do metatarso. Tratando de antecipar, inclusive, que prefere não estabelecer um prazo específico para estar em condições de estrear.

- Tive uma lesão não muscular, mas uma fissura. Já voltei a treinar no Bayern. Agora é alinhar. Não tem prazo. É quando eu me sentir confortável e o departamento aqui também. Já começamos o treinamento especial para estar dentro de campo - pontuou.

Lance!
Publicidade
Publicidade