0

Matemáticos da UFMG indicam que Cruzeiro tem 62% de queda no BR

O cálculo feito pelo departamento de matemática da universidade analisou as probabilidades da Raposa com seus jogos dentro e fora de casa

1 out 2019
19h12
atualizado às 19h12
  • separator
  • 0
  • comentários

A situação do Cruzeiro no Campeonato Brasileiro se torna mais perigosa com a passagem do segundo turno. Em 17º lugar na classificação com 19 pontos, a Raposa é o primeiro time na zona do rebaixamento. E, de acordo com o Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais(UFMG), o risco de queda do time celeste para a Série B em 2020 é alto.

Os matemáticos da universidade calculam que o Cruzeiro tem 62,5% de chances de jogar a segunda divisão em 2020. O risco cruzeirense aumentou depois da derrota da derrota para o Goiás, por 1 a 0, no Serra Dourada, na segunda-feira, 30 de setembro, em duelo da 22ª rodada.

No levantamento feito na UFMG até o CSA, que voltou à Série A em 2019, tem menos riscos de queda do que a Raposa. O time alagoano conta com 60,5% de chances de voltar à Série B.

O momento azul é tão complicado que time só poderá deixar o Z4 do Brasileiro daqui a duas rodadas, caso vença Internacional no sábado, 5, e o Fluminense, na quarta-feira, 9, ambos no Mineirão. O Tricolor Carioca, 16º colocado, está com 22 pontos e ainda tem a vantagem de duas vitórias a mais em relação do time mineiro. Quantidade de triunfos contam como critério de desempate no Brasileiro.

O time mineiro está na 17ª posição, com 19 ponos e só terá chance de sair do Z4 na rodada 24 do Brasileirão-(Pedro Chaves/ Lightpress/ Cruzeiro)
O time mineiro está na 17ª posição, com 19 ponos e só terá chance de sair do Z4 na rodada 24 do Brasileirão-(Pedro Chaves/ Lightpress/ Cruzeiro)
Foto: Lance!

O aproveitamento do Cruzeiro nesta edição do Brasileiro é de 28,8% e o cálculo dos matemáticos para indicar as chances de título e queda se embasam elementos como o número de jogos em casa, fora e os rivais que as equipes irão enfrentar.

Ainda de acordo com a UFMG, a pontuação segura que manterá um time na primeira divisão é de 49 pontos. Abaixo desse número, o risco de queda é real, apesar da baixa probabilidade. Até com 45 pontos, uma equipe pode se livrar da segunda divisão. Como o futebol do Cruzeiro não inspira confiança, pensar em 45 pontos é algo mais real. Logo, a Raposa terá de fazer 26 pontos nas próximas rodadas para evitar a primeira queda à segundona em sua história.

Veja o risco de cada clube de queda à Série B segunda a UFMG

Avaí - 82,6%
Chapecoense - 81,3%
Cruzeiro - 62,5%
CSA - 60,5%
Fluminense - 36,4%
Ceará - 28,2%
Fortaleza - 18,4%
Vasco - 16,8%
Botafogo - 8%
Atlético-MG - 2,2%
Goiás - 2%

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade