0

Lanterna, ânimo baixo e time mal: Vasco dá início à 'Era Luxemburgo'

Cruz-Maltino terá mais cinco jogos até a parada para a Copa América e precisará alterar os níveis de atuação da equipe para tentar reverter o momento

13 mai 2019
08h02
atualizado às 08h02
  • separator
  • 4
  • comentários

Cinco jogos depois da demissão de Alberto Valentim, o Vasco iniciará a caminhada com um novo treinador a partir desta segunda-feira. Vanderlei Luxemburgo encontra pela frente uma equipe lanterna do Campeonato Brasileiro e com atuações frágeis, com pouca evolução de rodada em rodada. A derrota para o Santos, neste domingo, mostrou para o veterano treinador o tamanho do trabalho que virá.

Dos anteriores, poucas coisas devem ser aproveitadas pelo novo técnico. As lesões no elenco atrapalham e as deficiências vão começar a ser discutidas. Reforços devem chegar e a parada para a Copa América terá papel fundamental para que Luxa consiga estabelecer o trabalho.

- A partir de amanhã (segunda) é 100% dentro do trabalho. Vou ter uma reunião com a comissão técnica para pegar as avaliações, jogadores que jogaram, estado físico. Quero preparar a semana e começar a conversar com os jogadores algumas coisas que observei, conversar internamente para que as coisas comecem a caminhar. Aconteceram poucas coisas boas, mas aconteceram muitas coisas que não poderia acontecer - avaliou Luxa.

Vasco perdeu para o Santos no Pacaembu (Foto: Luis Moura / WPP)
Vasco perdeu para o Santos no Pacaembu (Foto: Luis Moura / WPP)
Foto: Lance!

Neste novo ciclo, o Vasco precisará se reinventar ao mesmo tempo que convive com problemas antigos, como salários atrasados e a constante pressão. Ainda sem um diretor executivo de futebol, o Cruz-Maltino deve colocar nas mãos de Vanderlei Luxemburgo a missão de recuperar a auto-estima dos jogadores e, ainda assim, iniciar avaliações e a reformulação no elenco.

Enquanto Valentim não conseguiu fazer o time render com as peças que tinha, Valadares mexeu muito na equipe mesmo tendo pouco tempo para trabalhar. O próprio interino reconheceu isso em entrevista coletiva após a derrota para o Santos.

- O tempo no profissional não é tão simples, muito pela questão do número de jogos e pelo desgaste. Tivemos algumas baixas, que são jogadores importantes. Neste momento, não só questão técnica, mas de referência, como Castan, Werley e Fernando Miguel, poderiam dar moral. O Vanderlei com certeza vai conseguir contagiar os atletas. Neste momento, vai conhecer um pouco mais, conhecer os atletas, aí sim fazer as escolhas - avaliou Valadares.

Luxemburgo foi apresentado na última semana pelo Vasco (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

Os fatores Luxemburgo

Vanderlei Luxemburgo chegará ao Vasco para tentar dar ao time aquilo que a diretoria pensou quando estabeleceu o perfil de treinador: experiência e mais conhecimento de futebol para segurar os problemas diários. Além da importância do trabalho em campo, no qual o treinador garantiu que estudou e se reciclou enquanto esteve parado, ele precisará exercer o papel de gestor de elenco.

Luxa já mudou o ambiente no Vasco, tanto fora de campo, com as frases marcantes e a personalidade mostrada na entrevista coletiva de apresentação. Quanto nos jogadores, com quem teve contato na noite anterior ao confronto no Pacaembu.

Lance!
  • separator
  • 4
  • comentários
publicidade