0

Iniesta supera idade, ignora 'minutos contados' e lidera Espanha na Copa

Aos 34 anos e sem o mesmo vigor físico de antes, meia surpreende ao atuar em alto nível na fase de grupos e volta a jogar partidas completas pela seleção espanhola

28 jun 2018
06h02
  • separator
  • 0
  • comentários

A idade aumentou, mas a qualidade segue a mesma. Aos 34 anos, Andrés Iniesta preocupava devido à sua idade avançada e possível rendimento em sua última Copa do Mundo na carreira. Preocupava, pois as atuações nas três rodadas iniciais do torneio mostraram que a seleção espanhola pode contar com seu craque. Mesmo com menos vigor físico, o camisa 6 se tornou o líder da Espanha nesta Copa do Mundo.

Iniesta é um dos destaques da Espanha nesta Copa do Mundo
Iniesta é um dos destaques da Espanha nesta Copa do Mundo
Foto: AFP / Lance!

O dilema sobre sua idade é antigo e influenciou em sua saída do Barcelona. O próprio jogador admitiu que não conseguia ter o mesmo rendimento que o consagrou em anos anteriores. A saída para o Vissel Kobe, do Japão, fez um belo capítulo se encerrar. Mas em um torneio de tiro curto como a Copa do Mundo, a qualidade de Iniesta foi privilegiada por Julen Lopetegui.

Existe um planejamento para dosar os minutos do meia dentro de campo. Sabendo que a mobilidade e a explosão não são as mesmas, a preocupação com o desgaste e o tempo de recuperação se tornaram maiores. Há uma cautela sobre sua utilização, visando preservá-lo para as fases finais da Copa do Mundo. É consenso sobre sua importância nas fases decisivas do torneio.

Iniesta não tava atuava em uma partida completa desde o dia 4 de fevereiro, pelo Campeonato Espanhol, quando o Barcelona empatou com o Espanyol. Pela seleção espanhola, voltou a atuar nos dois tempos contra a Tunísia, em um dos últimos amistosos antes do Mundial. Foram apenas seis jogos na temporada 2018/2019 onde o meia atuou em todos os minutos.

Outro fator que a seleção espanhola considera importante são os problemas físicos. Nesta temporada, o meia se lesionou sete vezes - entre músculos e adutores - e chegou a perder 11 jogos com o Barcelona e a seleção espanhola, além das partidas onde iniciou no banco por falta de ritmo. Na Copa do Mundo, uma lesão poderia atrapalhar o planejamento da Espanha.

Contra Irã e Marrocos, Hierro deixou de lado qualquer planejamento sobre minutagem e manteve o jogador durante os 90 minutos em campo devido as partidas tensas que estavam acontecendo. Iniesta correspondeu dentro de campo e liderou a Espanha contra o Irã, que precisava do resultado para não se enrolar no grupo, e contra Marrocos, que correu até os acréscimos atrás do empate para garantir a primeira colocação.

Iniesta volta a campo no próximo domingo, contra a Rússia, às 11h, pelas oitavas de final da Copa do Mundo. O saldo de gols garantiu a passagem dos espanhóis na primeira colocação, enquanto os russos ficaram em segundo no Grupo A. O camisa 6 terá mais uma chance de mostrar seu futebol no torneio.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade