1 evento ao vivo

De volta ao Cruzeiro após oito meses, Rodriguinho acha 'difícil' ficar em BH

Com um salário alto, o jogador disse que não irá aceitar a redução salarial proposta pela diretoria celeste para contar com o seu futebol

23 jan 2020
08h23
atualizado às 09h35
  • separator
  • 0
  • comentários

O meia Rodriguinho era um dos poucos jogadores com "mais idade" no time do Cruzeiro que venceu o Boa Esporte por 2 a 0, na noite de quarta-feira, no Mineirão, pela primeira rodada do Campeonato Mineiro. Mas, sua experiência em campo com os jovens valores da Raposa pode não estar mais à disposição do time azul.

O jogador, de 31 anos, disse que dificilmente permanecerá no Cruzeiro em 2020, pois não agradou da proposta de readequação salarial proposto pela diretoria. Segundo o jogador, o seu destino deve ser resolvido até o fim da semana, ou no início da outra.

-Se a proposta do Cruzeiro tivesse me agradado, a gente já teria resolvido. Então, a gente está tentando chegar num ponto comum. Não é fácil, é uma situação complicada. A gente sabe do momento que o clube vive. Eu me coloquei à disposição para jogar nesse primeiro momento. Espero, em breve, nessa semana ou na próxima, no máximo, poder chegar a um acordo. E vamos ver o que vai ser pela frente. Eu acho que um acordo está distante. Mas eu também entendo o lado do clube, pela dificuldade que está tendo de reconstruir, já que todos acompanham a situação. É bem complicada. Mas a gente espera, nessa semana, resolver tudo isso-explicou.


Após deixar o campo, o jogador celebrou seu retorno aos gramados, após oito meses de inatividade. Rodriguinho fez seu último jogo no dia 26 de maio. Logo depois, passou por uma cirurgia na região lombar e, ao tentar retornar no fim do Brasileiro, sofreu novamente com o problema no local e a comissão médica do clube optou por tê-lo em campo somente no início desta temporada.

Rodriguinho fez 20 jogos pela Raposa e marcou oito gols em 2019. Ele teve um problema na região lombar que o afastou de quase toda a temporada, retornando somente em 2020-(Bruno Haddad/Cruzeiro)
Rodriguinho fez 20 jogos pela Raposa e marcou oito gols em 2019. Ele teve um problema na região lombar que o afastou de quase toda a temporada, retornando somente em 2020-(Bruno Haddad/Cruzeiro)
Foto: Lance!

-Estou feliz de poder voltar a jogar, depois de…(oito meses). Acho que meu último jogo foi em 26 de maio. Então, foi um longo período parado. Consegui jogar sem dor, pra mim, foi uma alegria, uma satisfação. Lógico que a performance vai evoluir muito ainda, por tanto tempo parado e fazer um jogo quase todo no meio da garotada. Foi bom poder ajudar também. Estou muito feliz. Espero poder estar em plenas condições o mais rápido possível, pegar mais ritmo de jogo para poder ajudar mais ainda-contou.

Rodriguinho chegou ao Cruzeiro no início de 2019, contratado junto ao Pyramids, do Egito, por US$ 5,5 milhões (R$ 23 milhões), com vínculo assinado até dezembro de 2021.

Seu status no clube era de estrela, tanto que possui um dos maiores salários do Cruzeiro. Seu início foi promissor, com bons jogos, mas os problemas físicos o atrapalharam, além de deixar a Raposa sem um dos seus principais nome para a temporada 2019, que culminou no rebaixamento do time para a Série B do Brasileiro.

Rodriguinho fez 20 jogos pelo Cruzeiro no ano passado e marcou oito gols, em partidas do Campeonato Mineiro, Libertadores e no Campeonato Brasileiro.

Enquanto não se acerta com o Cruzeiro para sair, o meia deve ser escalado novamente no próximo compromisso da Raposa, sábado, dia 25 de janeiro, às 19h, diante do Tombense. pela segunda rodada do Estadual.

Veja também:

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade