1 evento ao vivo

Braço direito de lenda do MMA segue legado em academia nos EUA; veja

Um dos grandes nomes da história do MMA, o ex-lutador do UFC e ex-campeão do Pride Wanderlei Silva fundou em 2009, em Las Vegas, a equipe Wand Fight Team; confira

25 out 2019
09h59
  • separator
  • 0
  • comentários

Um dos grandes nomes da história do MMA, o ex-lutador do UFC e ex-campeão do Pride Wanderlei Silva fundou em 2009, em Las Vegas, a equipe Wand Fight Team. Bem localizada, rapidamente a academia se tornou uma referência para atletas do mundo inteiro.

Leandro Lorenço é braço direito de Wanderlei Silva na Wand Fight Team, nos EUA (Foto: Divulgação)
Leandro Lorenço é braço direito de Wanderlei Silva na Wand Fight Team, nos EUA (Foto: Divulgação)
Foto: Lance!

Após Wanderlei Silva voltar a morar no Brasil, sua academia continuou funcionando e recebendo diversas estrelas do MMA e do Jiu-Jitsu. Hoje, o professor responsável pela academia é o faixa-preta de Jiu-Jitsu e Judô Leandro Lorenço. Sua relação com a academia começou em 2012, um ano após ser promovido à faixa-preta. Inspirado em um treinamento de Wanderlei Silva, ele viajou para Las Vegas para conhecer e treinar na academia do seu ídolo. No pouco tempo que ficou por lá, ele enxergou uma oportunidade.

De volta ao Brasil, ele decidiu que voltaria para Las Vegas para tentar vender a sua ideia. Um mês e meio após o seu retorno a Wand Fight Team, coincidentemente, o antigo professor de Jiu-Jitsu deixou a equipe, e ele acabou convidado pelo próprio Wanderlei para ministrar aulas em sua academia.

- Em 2011, vim para os EUA participar do congresso do American College of Sports Medicine e apresentar um resumo de um trabalho que estávamos desenvolvendo. Iniciei esse trabalho quando estava cursando a especialização em fisiologia do exercício, inspirado por uma foto do Wanderlei Silva utilizando um snorkel durante sua preparação física. Como era fã do Wand, decidi treinar na melhor academia de MMA do mundo, que na minha opinião era a dele. Nesse período eu conheci o Wand, a sua esposa Tea e todo o time de treinadores da Wand Fight Team. Reparei que a melhor academia de MMA do mundo não tinha no time um fisiologista e vi aí uma oportunidade. De volta para o Brasil, eu e a Thaisa, na época minha noiva, resolvemos passar um tempo em Las Vegas e tentar um novo caminho. Curiosamente, após um mês e meio em Las Vegas, o professor de Jiu-Jitsu da equipe decidiu retornar para o Brasil e fui convidado para continuar o programa de Jiu-Jitsu da academia. Obviamente aceitei o convite e faço parte da Wand Fight Team até hoje - contou Lorenço.

Lorenço começou no Jiu-Jitsu em 2001, na cidade de Guarulhos, em São Paulo, e recebeu a faixa-preta em 2011. No Judô, ele recebeu a faixa-preta recentemente. Formado em Educação Física, com especialização em Fisiologia do Exercício e mestrado em Ciência do Movimento Humano, o paulista deu sequência ao legado de Wand na academia. Além de ter conquistando alguns títulos importantes nesses quase sete anos como professor da equipe, entre eles o bicampeonato nacional de Judô nos EUA, ele também fez amizade com dezenas de lutadores de MMA que costumam passar pela Wand Fight Team para finalizar seus camps para o UFC.

- Desde o início de meu trabalho como head coach, formamos 10 campeões mundiais de Jiu-Jitsu e conquistamos oito cinturões no MMA. Recebemos o prêmio do evento Real MMA como a academia com mais vitórias em 2017 e 2018. Durante todos esses anos, desenvolvi um relacionamento de amizade com alguns lutadores, como o Thiago Marreta, que sempre vem me amassar quando está em Las Vegas (risos), e seus treinadores Tata Duarte e Phillipe Lima, além de seu manager Alex Davis. Nossa equipe ainda apoia o camp da campeã do UFC Valentina Shevchenko através dos parceiros de treino Marco Simmons e Robert Chao. Inclusive o vídeo de divulgação de sua luta contra a Amanda Nunes foi gravado aqui - ressaltou.

10 anos de Wand Fight Team

Este ano, a Wand Fight Team completou 10 anos. Na festa de comemoração, Leandro começou, junto com o seu aluno Marco Simmons, uma rifa para angariar fundos para a fundação Mitchell´s Journey, que cuida de crianças portadoras da doença conhecida como Distrofia Muscular de Duchenne (DMD). A DMD é um distúrbio hereditário de fraqueza muscular progressiva. Não há cura, mas fisioterapia e medicamentos como corticoides podem ajudar a controlar os sintomas e melhorar a qualidade de vida dessas pessoas.

- A Mitchell´s Journey é uma fundação filantrópica que apoia famílias de crianças portadores de DMD (Duchenne´s Muscular Dystrofy). Nosso lutador Marco Simmons tem usado o MMA como uma plataforma para trazer essa doença ao conhecimento do público em geral. Esse distúrbio se desenvolve mais no sexo masculino e esses meninos portadores dessa doença rara se inspiram no Marco como um lutador, e isso faz com que eles também se sintam lutadores. Todo o dinheiro arrecadado com a rifa irá para essa fundação no primeiro final de semana de novembro - explicou Lorenço.

Dez anos após a sua fundação, a Wand Fight Team continua operando a todo vapor e fazendo a diferença na comunidade, seja ela da luta ou não. E, se depender de Leandro Lorenço, a academia ainda vai oferecer muito mais. Em breve ele irá lançar um livro didático que irá beneficiar diversas crianças. Incansável, ele também pretende continuar sua trajetória de sucesso como professor e competidor.

- Em novembro lutarei um Campeonato Estadual de Judô em preparação para o Campeonato Nacional, que acontecerá em dezembro. Outro campeonato em nosso calendário é o Mundial No-Gi da IBJJF, que acontece em dezembro. Nossos planos para a academia são muitos, mas nosso principal objetivo é crescer e fazer a diferença na vida dos praticantes de artes marciais - concluiu.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade