PUBLICIDADE

Após vitória no Dérbi, auxiliar de Abel parabeniza elenco do Palmeiras e explica planos para próximos jogos

João Martins destacou a frieza e controle do jogo por parte do Verdão e celebrou a classificação para a final do Estadual

16 mai 2021 19h52
| atualizado às 20h16
ver comentários
Publicidade

Neste domingo (16), o auxiliar técnico João Martins concedeu entrevista coletiva após a vitória no clássico sobre o Corinthians, que classificou o Palmeiras para a final do Paulistão 2021. De início, o assistente de Abel Ferreira fez questão de elogiar e parabenizar os jogadores pela atuação consistente diante do rival.

João Martins falou em coletiva após vitória sobre o Corinthians (Foto: Reprodução)
João Martins falou em coletiva após vitória sobre o Corinthians (Foto: Reprodução)
Foto: Lance!

- Sabemos que, chegando nas finais, enfrentamos as melhores equipes do campeonato. Foi o que aconteceu. Calhou de ser um clássico. Como tal, faríamos de tudo para ganhar e passar. Como fazemos a cada jogo. Fomos mais fortes, a melhor equipe, e parabéns para os jogadores. Especialmente parabéns aos jogadores mais velhos, que já viveram esses jogos mais vezes. Conseguiram ter a serenidade, a frieza e o controle durante o jogo - afirmou João.

O português comentou também sobre a grande capacidade de criação de chances do Alviverde na partida, pontuando algumas oportunidades desperdiçadas, mas que, ao final, acabaram não fazendo falta.

- Nós sabemos que o futebol vive de eficácia, mas para ser eficaz, antes é preciso criar. Na primeira parte criamos muitas oportunidades, fizemos dois gols e um foi invalidado. Metemos mais duas bolas na trave. Ao intervalo, dissemos "essas já foram, já não podemos voltar atrás". Tínhamos que continuar a criar e ser um pouco mais eficazes. Continuar mantendo a calma. Concentrados e focados, que as oportunidades de gol voltariam a aparecer - apontou.

Com Gustavo Gómez, Renan e Mayke titulares hoje, o Palmeiras teve três jogadores em campo menos de 48h após a partida contra o Bragantino pela fase anterior do Estadual. João Martins confessou que a comissão técnica aprovou correr o risco do desgaste, em função do contexto da partida e de análises internas do clube.

- Corremos riscos? Sim. Estávamos cientes disso. Mas todos os departamentos fizeram a avaliação fantástica. Conversamos com os jogadores, e escolhemos os melhores que nós achávamos que estavam mais preparados para o jogo.

Por fim, o auxiliar explicou o planejamento do Alviverde para as próximas semanas, agora que o time está já classificado em primeiro lugar de seu grupo na Libertadores e garantido na final do Estadual.

- Não depende de nós. Já vimos que estamos preparados para jogar de dois em dois dias. Estamos fazendo isso há 15 dias. Temos um jogo na terça. O que for, será. Só queremos que as regras sejam iguais de início ao fim - ponderou, novamente, destacando a falta de controle sob o calendário.

- Agora é olhar pro jogo de terça-feira e escolher os que estão melhores, física e mentalmente. Sabemos os desgastes que são estes jogos em todos os níveis. A parte física, a ansiedade e a pressão, isso tudo mexe. Amanhã temos treino à tarde, temos que concentrar já para o próximo jogo. Quando soubermos quando será o seguinte, escolheremos os melhores para este jogo - finalizou João.

Após a classificação deste fim de semana no Paulista, o Palmeiras volta a campo na terça-feira (18), para buscar sua quinta vitória nesta edição da Liberta e seguir 100% na competição. O duelo contra o Defensa y Justicia, no Allianz Parque, acontece às 19h15 (horário oficial de Brasília).

Lance!
Publicidade
Publicidade