1 evento ao vivo
Logo do São Paulo
Foto: terra

São Paulo

Climão? Cueva se irrita e dá indireta a R. Caio após tropeço

9 set 2017
21h43
atualizado em 10/9/2017 às 14h44
  • separator
  • comentários

O empate com a Ponte Preta em 2 a 2 no Morumbi já havia sido desastroso para o São Paulo diante da intenção de deixar a zona da degola e após a partida o clima esquentou. Alguns jogadores se recusaram a falar na zona mista, inclusive Cueva, que entrou no fim do duelo e acabou, de forma irônica, indicando Rodrigo Caio para atender a imprensa.

Depois de cobrança, Cueva pediu para falarem com Rodrigo Caio (Fotos: Maurício Rummens/Fotoarena/Lancepress!)
Depois de cobrança, Cueva pediu para falarem com Rodrigo Caio (Fotos: Maurício Rummens/Fotoarena/Lancepress!)
Foto: LANCE!

Na cena que ocorreu depois de os jogadores começarem a sair do vestiário, o peruano discutiu com assessores do clube ao passar pelos jornalistas e se recusou a falar, mas não sem alfinetar o companheiro.

"Fala com o Rodrigo Caio. O Rodrigo Caio que vai falar", afirmou o meia na zona mista.

Cueva cita Rodrigo Caio dois dias após ser cobrado pelo zagueiro. Na última quinta-feira, perguntado sobre a fase do peruano e se ele poderia render mais, Rodrigo disse:

"Situação difícil. Acho que é muito pelo momento que a gente vive. É difícil o jogador desempenhar o seu melhor. Já passei por muitas coisas aqui. Ainda mais para ele, que articula todas nossas jogadas. Mas ele também sabe, sabe que tem de melhorar. A gente tenta ajudá-lo, mas ele também tem de se ajudar, crescer, querer melhorar. Ele tem consciência disso. Esperamos que ele volte bem, focado, concentrado, e possa nos ajudar bastante".

Já o técnico Dorival Júnior tentou evitar ainda mais confusão. Na entrevista coletiva após a partida, o comandante disse que tratará do assunto internamente, mas negou que haja um racha no elenco.

"Grupo rachado não existe. Não tem isso. Em nenhum momento você viu grupo rachado hoje. Você viu um grupo querendo o resultado. A partir do momento da expulsão mudou o jogo completamente. Não vi grupo rachado. Vi uma equipe inteira em campo, tendo iniciativa, com uma partida administrada. A partir daquele momento, mudou o resultado. Esse fato vai ser trabalhado internamente. Resolveremos lá dentro", afirmou Dorival.

O técnico ainda evitou comentar sobre as declarações de Rodrigo e reiterou confiança no futebol de Cueva ao comentar se ele poderia ser mantido no banco já que Lucas Fernandes fez boa partida.

"Podem jogar os dois juntos, não tem problema nenhum nisso. Cueva é um grande jogador, não vamos abrir mão disso. Nenhuma equipe tem um jogador desses. Eu gosto muito dele, e ele sabe muito bem disso, ainda vai decidir para a gente. E o Lucas está buscando seu espaço. Do jeito que fez hoje, ele foi muito bem na partida, uma pena ter sentido e pedido para sair. Do contrário, teria ficado até o momento", analisou Dorival.



-

LANCE!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade