0

Absolvido, González reage: 'Nunca fui e nunca serei racista'

Por 'falta de evidências', liga francesa não puniu nem o zagueiro espanhol e nem Neymar, que acusou o adversário de racismo

30 set 2020
19h37
atualizado às 20h00
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Após ser acusado de racismo por Neymar em partida do PSG contra o Olympique de Marseille, o zagueiro Álvaro González foi absolvido por 'falta de evidências' após reunião feita pelo comitê disciplinar da liga francesa nesta quarta-feira (30). Nas redes sociais, o espanhol comentou a decisão.

Álvaro González também agradeceu pelo carinho dos torcedores (AFP)
Álvaro González também agradeceu pelo carinho dos torcedores (AFP)
Foto: LANCE!

- Este pesadelo está, em parte, recompensado com uma sentença mais do que merecida. Nunca fui e nunca serei racista. Muito obrigado ao Olympique de Marseille pela confiança e fidelidade, também a nossa grande torcida por tanto, tanto carinho. Nos vemos em campo! - disse González, em uma rede social.

Neymar, que posteriormente também foi investigado por suposta ofensa homofóbica, também não foi punido. A situação aconteceu durante o clássico entre as duas equipes, válido pela terceira rodada do Campeonato Francês.

Na ocasião, ainda no primeiro tempo, Neymar cobrou o árbitro da partida alguma punição por ter escutado González de 'macaco'. A partida seguiu. Nos momentos finais, uma enorme confusão começou e Neymar foi expulso após dar um tapa na cabeça do zagueiro (ele foi um dos cinco jogadores a levarem vermelho na partida).

Veja também:

Editor do L! analisa grave crise dentro e fora de campo do Botafogo
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade