PUBLICIDADE
Logo do Juventude

Juventude

Favoritar Time

Juventude tem bom retrospecto em jogos diante do Corinthians

Depois de mais um resultado positivo sobre o Corinthians, Juventude manteve bom retrospecto.

18 abr 2024 - 15h16
(atualizado às 15h16)
Compartilhar
Exibir comentários
Jogadores celebraram vitória
Jogadores celebraram vitória
Foto: Fernando Alves/ECJ / Esporte News Mundo

O Juventude venceu o Corinthians, no Alfredo Jaconi, por 2 a 0, na quarta-feira (17), pela segunda rodada do Brasileirão. O Verdão marcou com Jean Carlos e Lucas Barbosa. A vitória garantiu o terceiro lugar na competição. O gol anotado pelo meia rendeu outro resultado favorável, a artilharia do campeonato para o atleta. Em duas rodadas, o jogador balançou as redes por duas vezes, e está empatado com Wesley, do Inter, e Lima, do Fluminense, no topo da lista de goleadores da Série A.

Porém, não para por aí. Além dos frutos colhidos no início da primeira divisão desta temporada, o Jaconero também conseguiu alcançar uma conquista significativa em termos históricos. O Juventude atingiu a incrível marca de 21 anos de invencibilidade contra o Timão em Caxias do Sul. São oito jogos sem perder dentro de casa pelo Brasileirão, entre eles, uma goleada por 6 a 1 e um triunfo que garantiu a permanência do Alviverde na elite do futebol nacional.

+ Para saber tudo sobre o Juventude, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Facebook e Instagram

A última vez que o Papo perdeu em seus domínios para o alvinegro foi em 2002. A partir do ano seguinte, acumulou cinco vitórias e três empates. É preciso se levar em consideração que em todo o período que mantém a sua série de jogos invictos, o Verdão oscila entre a Série A e as divisões inferiores do Campeonato Brasileiro. De 2003 para cá, o Juzão esteve presente na primeira divisão na edição da temporada daquele ano, além de ter participação na elite nas temporadas de 2004, 2005, 2006, 2007, 2021, 2022 e 2024. 

Entretanto, também é importante salientar que desde que o Campeonato Brasileiro começou a ser disputado no formato de pontos corridos, em todas as oportunidades em que gaúchos e paulistas se enfrentaram pela competição, os jaconeros não perderam uma partida sequer dentro da sua casa. Outro fato que chama a atenção positivamente em relação aos alviverdes, é que a sequência de invencibilidade iniciou-se a partir de uma goleada histórica.

Na temporada em que a fórmula atual do Brasileiro começou a ser utilizada, o Ju passou por cima dos corintianos. Em 28 de setembro de 2003, um dia frio e com neblina na Serra Gaúcha, os mandantes fizeram a partida se tornar quente, triunfando por sonoros 6 a 1. A equipe treinada na ocasião por José Luís Plein balançou as redes com seis jogadores diferentes. Os artilheiros da goleada foram Mineiro, Neto, Marcelo, Hugo, Leonardo Manzi e Felipe. Jamelli fez o gol de honra dos visitantes. O impressionante resultado tornou-se a maior vitória do Juzão atuando no Jaconi na primeira divisão não apenas na era dos pontos corridos, mas como em toda a história da competição nacional. À época, o histórico placar aplicado pelo Jaconero ajudou a instaurar uma crise no Corinthians, que demitiu o técnico Geninho ainda em Caxias do Sul.

Outro momento marcante que aconteceu entre Juventude e Corinthians jogando no estádio que possui o nome como sendo uma homenagem a um dos maiores ídolos do Ju ocorreu em 2021. Os donos da casa tinham recém voltado a disputar a Série A, e na mesma temporada já se encontravam na pior situação possível dentro do Brasileirão. O Verdão, em plena corrida contra o rebaixamento, recebeu o adversário paulista, pela última rodada daquela edição do campeonato.

O torcedor jaconero teve que esperar por longos 84 minutos para acabar com a tensão e poder ter a feliz certeza de que o clube do seu coração permaneceria no Campeonato Brasileiro e jogaria a primeira divisão no ano seguinte. A alegria e a segurança tomaram conta dos juventudistas a partir do instante em que Chico Kim converteu o pênalti obtido depois de Gabriel Pereira colocar a mão na bola. O primeiro gol do brasileiro naturalizado sul-coreano com a camisa verde e branca colaborou para que o Juventude permanecesse na elite. O placar apertado, em conjunto com a derrota do Bahia para o Fortaleza por 2 a 1, garantiu a décima sexta colocação na tabela de classificação, e culminou no rebaixamento do Grêmio, que mesmo vencendo o Atlético-MG por 4 a 3, acabou caindo para a Série B, ao lado do próprio Tricolor de Aço, do Sport e da Chapecoense. A vitória histórica fez com que o Verdão ficasse uma posição acima do Imortal.

Veja quais são os resultados que constroem a invencibilidade do Juventude contra o Corinthians jogando no Alfredo Jaconi pelo Brasileirão de pontos corridos:

2003: Juventude 6 x 1 Corinthians;

2004: Juventude 1 x 0 Corinthians;

2005: Juventude 1 x 0 Corinthians;

2006: Juventude 0 x 0 Corinthians;

2007: Juventude 2 x 2 Corinthians;

2021: Juventude 1 x 0 Corinthians;

2022: Juventude 2 x 2 Corinthians;

2024: Juventude 2 x 0 Corinthians.

A vitória sobre o Timão no Alfredo Jaconi levou o Ju ao terceiro lugar do campeonato nacional, com quatros pontos. O Papo viaja até o Rio de Janeiro para encarar o Botafogo. A partida fora de casa vai acontecer no próximo domingo (21), às 18h30, no Estádio Nilton Santos, pela terceira rodada do Brasileirão. 

Mais um jogo que possui importância histórica para os juventudistas. O duelo traz boas memórias para os jaconeros, que venceram a Copa do Brasil de 1999 em cima do rival deste final de semana. Após fazer um 1 a 0 em Caxias do Sul, o Juventude empatou sem gols com o Glorioso no Maracanã, calando mais de 100 mil botafoguenses, que viram o Alviverde conquistando o título mais importante da sua história.

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade